Aviões militares russos usam bombas antibunker na operação aérea na Síria

© Foto / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensBombardeiros russos realizam um ataque localizado contra instalações do Estado Islâmico usando bombas antibunker BETAB-500 na província síria de Aleppo
Bombardeiros russos realizam um ataque localizado contra instalações do Estado Islâmico usando bombas antibunker BETAB-500 na província síria de Aleppo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A aviação de combate russa usou na Síria na terça-feira (3) duas potentes bombas antibunker BETAB-500 contra as instalações do Estado Islâmico, disse aos jornalistas o representante da Força Aeroespacial da Rússia, coronel Igor Klimov.

“Hoje a aviação de combate russa usou duas bombas antibunker BETAB-500, de 500 kg cada, contra as instalações do Estado Islâmico”, disse Klimov.

As bombas BETAB-500 são usadas para eliminar casamatas subterrâneas de grande resistência em concreto. Não são lançadas contra cidades, afirmou Klimov.

Su-34 russo pousa na base aérea de Hmeymim - Sputnik Brasil
Força Aeroespacial russa destrói alvos do Estado Islâmico na província síria de Homs
Também acrescentou que as bombas foram lançadas por um bombardeiro Su-24.

Os aviões russos utilizam uma série de bombas e mísseis, equipados com sistemas de guiamento avançados, contra posições dos terroristas na Síria.

As bombas BETAB-500 são equipadas com um foguete auxiliar que permite destruir qualquer instalação subterrânea.

Desde 30 de setembro, a aviação russa, após o pedido do presidente sírio, Bashar Assad, está realizando golpes aéreos contra alvos do Estado Islâmico na Síria. Durante o tempo transcorrido desde o início da operação, a Força Aeroespacial russa realizou mais de um mil de voos, eliminando centenas de terroristas, dezenas de postos de comando, armazéns e outros alvos e instalações dos terroristas. Além disso, 26 mísseis de cruzeiro, lançados por navios da Frota do Mar Cáspio, também atingiram alvos do Estado Islâmico.

Manutenção de um caça Sukhoi na Síria - Sputnik Brasil
Êxitos da Rússia na Síria desagradam aos EUA
De acordo com os dados do Estado-Maior General da Federação da Rússia, os combatentes terroristas já começaram recuando, perdendo os armamentos e material bélico na linha de frente. Drones de reconhecimento russos aumentaram o número de voos para melhor controlar a situação.

O presidente russo Vladimir Putin confirmou mais cedo que o período da operação militar russa na Síria será limitado pelos resultados da ofensiva do exército sírio, negando a possibilidade de uso das Forças Armadas da Rússia para ações militares terrestres.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала