00:36 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos da Universidade de Múrcia conduziu escavações no território de uma necrópole romana em Los Villaricos, perto da cidade de Mula. No âmbito dos trabalhos os pesquisadores desenterraram um sarcófago único adornado com antigos símbolos sacros.

    A descoberta foi feita durante a temporada de verão (no Hemisfério Norte) das escavações planejadas das ruínas de uma vila romana. Estima-se que esta vila foi abandonada por volta do século V d.C., escreve portal Murcia Today.

    O achado mais notável foi um sarcófago de dois metros de comprimento decorado com padrões geométricos intercalados com folhas de hera. Na parte superior encontraram uma inscrição conhecida por especialistas como cristograma, ou Chi Rho, que é um anagrama formado pelas duas primeiras letras do nome de Cristo em grego Χριστος – Chi (X) e Rho (P).

    Sarcófago da época dos visigodos descoberto no território de uma necrópole romana em Los Villaricos, na Espanha
    Sarcófago da época dos visigodos descoberto no território de uma necrópole romana em Los Villaricos, na Espanha

    Embora originalmente o anagrama fosse usado pelo imperador Constantino como parte de um padrão militar, a inscrição mais tarde se tornou parte da insígnia oficial imperial, e tem sido encontrada em muitas obras antigas de arte cristã, simbolizando a vitória da Ressureição sobre a morte.

    Segundo estimativas preliminares, o sarcófago remonta ao século VI d.C. Na época, a Europa foi invadida por tribos germânicas que se estabeleceram nos antigos territórios romanos. Em particular, à região da península ibérica chegaram os visigodos.

    Sarcófago da época dos visigodos descoberto no território de uma necrópole romana em Los Villaricos, na Espanha
    Sarcófago da época dos visigodos descoberto no território de uma necrópole romana em Los Villaricos, na Espanha
    "Muitos edifícios romanos foram abandonados ou readaptados durante a época dos visigodos, esse foi o caso em uma parte da referida vila romana em que foi construída uma pequena igreja cristã entre os séculos V e VII d.C.", explicam pesquisadores.

    Rafael González Fernández, professor de história antiga da Universidade de Múrcia, descreveu a descoberta como "espetacular e inesperada", dizendo que ela corrobora os estudos anteriores sobre a cronologia da necrópole que foi construída ao lado da igreja após o abandono da vila no século V.

    Mais:

    Arte rupestre de 7.500 anos encontrada na Espanha mostra homem coletando mel (FOTOS)
    Inscrição rupestre de 2.500 anos de último rei da Babilônia descoberta na Arábia Saudita (FOTO)
    Navio militar e túmulos gregos são encontrados em antiga cidade submersa no Egito (FOTOS)
    Tags:
    escavação, sítio arqueológico, Espanha, Império Romano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar