00:42 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 180
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos sérvios desenterrou uma base militar romana perto da cidade de Kostolac, a leste de Belgrado, capital do país.

    É estimado que o recém-encontrado quartel-general ocupa uma área de 3.500 metros quadrados pertencentes à Sétima Legião Cláudia, uma legião do exército imperial romano datada entre 65 a.C e o século V a.C.

    Sua localização é uma das características mais marcantes deste achado. Em contraste ao que acontece na maioria das descobertas arqueológicas romanas, que geralmente são encontradas por baixo de uma cidade ou de um centro urbano, este quartel-general se localziava sob um campo de milho e perto de uma mina de carvão.

    A descoberta deste sítio arqueológico em um espaço rural concede a este acampamento militar uma particularidade ímpar, que permitirá conhecer melhor o funcionamento dos exércitos romanos.
    • Arqueólogos desenterram ruínas de um quartel-general romano na antiga cidade de Viminacium, perto de Kostolac, Sérvia
      Arqueólogos desenterram ruínas de um quartel-general romano na antiga cidade de Viminacium, perto de Kostolac, Sérvia
      © REUTERS / Marko Djurica
    • Moedas de prata encontradas nas antigas instalações de um quartel-general romano descoberto na Sérvia
      Moedas de prata encontradas nas antigas instalações de um quartel-general romano descoberto na Sérvia
      © REUTERS / Marko Djurica
    • Arqueólogos desenterram ruínas de um quartel-general romano na antiga cidade de Viminacium, perto de Kostolac, Sérvia
      Arqueólogos desenterram ruínas de um quartel-general romano na antiga cidade de Viminacium, perto de Kostolac, Sérvia
      © REUTERS / Marko Djurica
    1 / 3
    © REUTERS / Marko Djurica
    Arqueólogos desenterram ruínas de um quartel-general romano na antiga cidade de Viminacium, perto de Kostolac, Sérvia

    Miomir Korac, um dos arqueólogos da escavação, afirmou que cerca dos 100 quartéis-generais encontrados em todo o território do Império Romano, em sua maioria, foram desenterrados sob cidades modernas, relata agência Reuters.

    Este complexo em particular pertencia à Viminacium, principal cidade dos romanos na província de Moesia, que alguns séculos mais tarde seria destruída pelas invasões bárbaras. Graças as pesquisas, foi possível determinar que o quartel tinha 40 quartos e dispunha de paredes que serviam como uma fonte de aquecimento.

    No local, também foram encontrados um santuário, um tesouro, uma fonte e um pátio de armas. A descoberta mais notável foram 120 moedas de prata que "deveriam ter sido perdidas durante uma situação de emergência", provavelmente por uma invasão ou um desastre natural, disse a arqueóloga Nemanja Mrdjic, que integra a equipe de arqueólogos sérvios.

    Mais:

    Inscrição romana decifrada revela corrupção política de 1.800 anos (FOTOS)
    Vaso 'excepcional' da época romana é encontrado na França (FOTO)
    Arqueólogos podem ter encontrado a casa da infância de Jesus (FOTO)
    Tags:
    civilizações antigas, sítio arqueológico, escavação, Sérvia, Império Romano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar