12:18 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Arqueólogos russos desenterraram uma presa de mamute com mais de um metro de comprimento e de aproximadamente 15 mil anos de idade.

    O objeto foi encontrado durante escavações arqueológicas em um assentamento do período paleolítico localizado perto da cidade de Krasnoyarsk na Sibéria.

    "No assentamento da época paleolítica Afontova Gora foi descoberta uma presa de mamute de comprimento superior a um metro", disse à Sputnik Timofei Klyuchnikov, um dos responsáveis pelas escavações, notando que descobertas deste tipo são bastante raras.

    Especialista informou que a presa foi encontrada uma semana atrás, e atualmente está em processo de conservação, uma vez que, devido à idade, o estado do artefato é muito frágil.

    As escavações arqueológicas no referido local começaram em 1884. Ao longo de um período de mais de 100 anos, pesquisadores descobriram uma grande quantidade de artefatos, em particular ferramentas de pedra e osso e ossos de animais e humanos.

    Foram descobertas evidências que indicam que os humanos domesticaram o cão há cerca de 15.000-17.000 anos.

    Mais:

    Desenterrada em Roma pedra 'excepcional' de 2.000 anos que marcava limites da cidade (FOTOS, VÍDEO)
    Arqueólogos encontram 'quebra-cabeça' milenar do Livro dos Mortos egípcio (FOTOS)
    Inscrição rupestre de 2.500 anos de último rei da Babilônia descoberta na Arábia Saudita (FOTO)
    Tags:
    escavação, Rússia, Sibéria, mamute
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar