01:27 19 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 182
    Nos siga no

    Os humanos começaram a usar objetos como ferramentas de pedra e osso, joias, pintura e armas, em um deserto em Israel, antes dessa cultura se espalhar por outras partes através de migrações, dizem pesquisadores.

    Os humanos tiveram um salto civilizacional há 50.000 anos, mais cedo do que se acreditava, afirma uma equipe de cientistas de Israel, Alemanha, França e Portugal.

    Segundo a pesquisa, publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, é a partir do Levante, no Oriente Médio, que o homo sapiens começa a se expandir para a Europa, a Ásia e a Oceania. O local, Boker Tachtit, no deserto de Negev, Israel, é considerado o lugar-chave para estudar a transição entre o Paleolítico Médio e o Paleolítico Superior, que começou 50.000 anos atrás, e marcou o início de novas tecnologias culturais.

    Os cientistas usaram datação por radiocarbono de alta resolução das peças de carvão, e a datação por luminescência estimulada opticamente (ou datação OSL) dos grãos de quartzo encontrados no deserto de Negev, e descobriram que a fase de transição se iniciou 50.000 anos atrás, e durou menos de 6.000 anos, terminando cerca de 44.300 anos atrás.

    O período do Paleolítico Superior distingue-se por começar a se encontrar tais artefatos, como ferramentas feitas de pedra e osso, joias, arte, pintura, ferramentas de pesca e caça, e armas.

    Anteriormente, segundo pesquisas realizadas desde 1980 em Israel, Líbano e Turquia, arqueólogos acreditavam que a transição para o Paleolítico Superior se iniciou 47.000 anos antes, e depois 34.000 anos, e durou cerca de 10.000 anos.

    É considerado que o homo sapiens surgiu há cerca de 270.000 anos, mas isso não levou a mudanças significativas no estilo de vida dos humanos, em comparação, por exemplo, com os neandertais, continuaram a usar ferramentas primitivas.

    Mais:

    Descoberta sepultura humana mais antiga da África (FOTOS)
    Seres humanos foram 'superpredadores' hipercarnívoros durante cerca de 2 milhões de anos, diz estudo
    Gravuras de 120 mil anos talhadas em osso podem ser símbolos mais antigos feitos por humanos (FOTOS)
    Ferramentas raras de 200 mil anos são encontradas na Arábia Saudita (FOTOS)
    Ferramentas de 100 mil anos são encontradas em possível rota de migração humana desde África (FOTO)
    Tags:
    Negev, Europa, Ásia, Oriente Médio, Levante, Alemanha, França, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar