19:23 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1141
    Nos siga no

    Trata-se de uma representação datada do Paleolítico Superior e é considerada a primeira deste animal encontrada na Ásia.

    Cientistas do Instituto de Língua, Literatura e História da República de Khakássia, localizada na Sibéria, descobriram as imagens mais antigas de camelos na Ásia.

    As figuras de animais aparecem esculpidas em uma presa de mamute de 13.000 anos, segundo estudo publicado na Archaeological Research in Asia.

    O comprimento da presa é de aproximadamente um metro e meio e ela foi encontrada em 1988, porém, durante muito tempo não foi estudada.

    Nas figuras esculpidas surgem dois camelos lutando entre si, o que poderia representar o começo de uma temporada de acasalamento e uma etapa vital no ciclo da comunidade humana, indica o autor principal do estudo Yuri Esin.

    ​Presa de antigo mamute encontrada na Sibéria tem gravados camelos lutando entre si.

    Vale destacar que também há a figura de um humano, possivelmente um antigo caçador, com uma vestimenta feita de pele de camelos.

    O estudo indica que os desenhos na superfície da presa foram realizados com uma ferramenta muito fina que podia deixar linhas de no máximo 0,15 milímetros. O artista claramente conhecia os camelos e isto pode ser observado no realismo da representação.

    Os camelos representados na presa de mamute são semelhantes aos que os nativos deixaram nas paredes das cavernas no mesmo período. A pintura mais antiga conhecida foi encontrada na caverna de Kapova, nos Montes Urais, e é datada de 19.000 anos.

    A única diferença é que os camelos da presa lutam entre si e apresentam ferimentos de flechas, o que indica a presença de caçadores.

    "Uma análise comparativa das características estilísticas das figuras dos animais mostra que correspondem à idade da presa, o que as torna nas imagens mais antigas de camelos na Ásia", concluíram os autores.

    A descoberta confirma a teoria de que as tribos humanas no final do Paleolítico Superior partiram para a Sibéria ocidental.

    Sabe-se muito pouco sobre eles, exceto que caçavam mamutes e, segundo as últimas descobertas, camelos.

    Foram encontrados diversos ossos de camelo no rio Tom, porém são mais antigos, sendo de 30 mil a 55 mil anos.

    Mais:

    Encontrada 'nanotecnologia pré-histórica' de 20.000 anos em Israel (FOTO)
    Encontro sexual mais antigo entre espécies humanas extintas é descoberto
    Caçadores descobrem pássaro de 46 mil anos no permafrost da Sibéria (FOTO)
    Tags:
    Sibéria, mamute, descoberta, estudos, estudo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar