04:01 30 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    4221
    Nos siga no

    Em dezembro de 2019, Oleg Orlov, acadêmico russo, explicou ser necessário modificar humanos para voos espaciais de longo curso, devido às partículas radioativas emitidas pelas galáxias.

    Cientistas da Rússia e dos EUA estão discutindo se devem remover o baço de cosmonautas antes de voos de longa distância, para poder reduzir o envenenamento por radiação, revelou Oleg Orlov, diretor do Instituto para Problemas Médicos e Biológicos (IMBP, na sigla em russo) da Academia de Ciências da Rússia, à Sputnik.

    O baço no corpo humano é responsável pela formação do sangue, imunidade e fornecimento de sangue.

    "Os colegas norte-americanos nos fizeram uma pergunta [que] discutimos dentro do grupo de trabalho: em termos de radiação, vamos remover o baço antes de voos de longa distância, a fim de reduzir a possibilidade de danos? Eis a questão", disse ele na Conferência Internacional GLEX-2021 sobre Exploração Espacial.

    Em dezembro de 2019, Vyacheslav Shurshakov, o diretor do Departamento de Segurança de Radiação Espacial Tripulada do IMBP, relatou à Sputnik que a radiação é uma grande barreira para uma missão tripulada a Marte.

    "A humanidade vive na Terra, e está indefesa contra partículas pesadas carregadas. É necessário modificar de alguma forma um cosmonauta para voos interplanetários", explicou, razão pela qual as pessoas apenas poderiam voar para o Planeta Vermelho "uma vez na vida".

    Por causa disso, os cientistas sugeriram que os cosmonautas podem receber o tratamento de ciborgue antes que sejam enviados para lá. Anteriormente, para o voo, seria necessário substituir as lentes nos olhos por lentes artificiais, ou realizar pré-tratamento da área cerebral, pois a exposição à radiação galáctica poderia levar à doença de Alzheimer.

    Elon Musk, fundador da empresa de voo espacial SpaceX, afirmou previamente que era possível e desejável aterrissar humanos em Marte até 2026, mas não se debruçou sobre o problema da radiação.

    Mais:

    Como decorre construção da nova estação espacial da Rússia?
    Dia do Cosmonauta: 60 anos do voo de Yuri Gagarin, o 1º desbravador do espaço
    Cosmonautas russos identificam novos possíveis vazamentos na EEI
    Rússia enviará cosmonautas para realizar 1º voo ao redor da Lua em 2028
    Tags:
    Academia de Ciências da Rússia, Terra, Marte, Sputnik, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar