04:00 03 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    2252
    Nos siga no

    Uma equipe internacional de cientistas descobriu em morcegos na China quatro novos coronavírus geneticamente aparentados com o SARS-CoV-2, informa um estudo publicado esta semana na revista Cell.

    Os pesquisadores analisaram mais de 400 amostras de morcegos coletadas entre maio de 2019 e novembro de 2020 na província chinesa de Yunnan, que tem fronteira com Mianmar, Laos e Vietnã.

    Foram estabelecidos 24 genomas completos de coronavírus, incluindo quatro novos genomas relacionados com o SARS-CoV-2 e três com uma relação de parentesco com o vírus causador da COVID-19.

    Dos quatro coronavírus aparentados com o SARS-CoV-2, um deles, denominado de RpYN06, proveniente da espécie de morcego Rhinolophus pusillus, era o mais próximo do causador da COVID-19, embora possua um gene de espigão mais divergente. Os outros três têm um gene de espigão diferente, com fraca capacidade de se unir ao receptor hACE2, que permite a entrada do vírus na célula.

    Imagem de microscópio eletrônico disponibilizada e colorida pelo Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas norte-americano em Fort Detrick, estado de Maryland, EUA, mostra partículas do novo coronavírus SARS-CoV-2, isoladas de um paciente, 2020
    © AP Photo / Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos EUA
    Partícula do SARS-COV-2

    As espécies de morcegos que foram analisadas nesta pesquisa científica são comuns no Sul da China, Vietnã, Laos e outros países do Sudeste Asiático.

    Recentemente um estudo conjunto da OMS e China estabeleceu que a transmissão da COVID-19 de morcegos para humanos através de outro animal é o cenário mais provável e que a hipótese de vazamento de laboratório é "extremamente improvável".

    Mais:

    Nova linhagem: 8 novos coronavírus de morcegos são encontrados pelo laboratório de Wuhan
    Reino Unido ajuda EUA a investigar teoria sobre coronavírus vazado de laboratório, diz jornal
    Сientistas e não serviços de inteligência devem determinar origem do coronavírus, diz China
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, China, morcego, vírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar