11:07 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    7313
    Nos siga no

    Um estudo conjunto da OMS e China diz que transmissão da COVID-19 de morcegos para humanos através de outro animal é o cenário mais provável e que a hipótese de vazamento de laboratório é "extremamente improvável".

    A possibilidade de um vazamento do vírus de um laboratório é "extremamente improvável", de acordo com um estudo conjunto da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da China sobre as origens do novo coronavírus, informa a Associated Press.

    No estudo, os pesquisadores analisaram quatro cenários por ordem de probabilidade. Os cientistas consideram muito provável que o vírus tenha sido transmitido por um segundo animal, enquanto a disseminação direta de morcegos para humanos é considerada apenas provável.

    Peter Ben Embarek, o especialista da OMS que liderou a missão a Wuhan, disse na sexta-feira (26) que o relatório já está pronto, está sendo verificado, traduzido e será lançado publicamente nos próximos dias.

    O documento não é conclusivo sobre se o surto começou no mercado de frutos do mar de Wuhan, onde se registraram os primeiros casos em dezembro de 2019. O relatório diz que "a distância evolutiva entre esses vírus de morcegos e o SARS-CoV-2 é estimada como extremamente afastada, o que sugere um elo perdido".

    Entretanto, a disseminação através de produtos alimentícios animais congelados também foi considerada improvável.

    O surto do novo coronavírus foi declarado como pandemia em 11 de março de 2020. O relatório baseia-se em grande parte na visita de uma equipe de especialistas internacionais da OMS a Wuhan, a cidade chinesa onde a COVID-19 foi detectada pela primeira vez, de meados de janeiro a meados de fevereiro de 2021. 

    Mais:

    Revelado como vírus SARS-CoV-2 poderia ter passado de morcego a humanos
    Cientistas localizam região de origem dos coronavírus encontrando anticorpos em morcegos e pangolins
    Casos de COVID-19 em Wuhan podem ter sido 10 vezes mais, diz estudo da China
    Equipe da OMS visita hospital de Wuhan em que primeiros pacientes com COVID-19 foram tratados
    Tags:
    OMS, China, transmissão, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar