10:44 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Uma equipe de físicos descobriu novas características de auroras polares após analisar um vídeo gravado há quase duas décadas, onde o fenômeno natural se ilumina, desaparece e reaparece de repente. Os cientistas chamaram este evento de "correntes de auroras difusas".

    Trata-se de um vídeo gravado em 15 de março de 2002, na cidade canadense da Churchill, que mostra como uma seção de aurora difusa rapidamente se ilumina, logo desaparece e reaparece de repente depois de vários segundos.

    Os pesquisadores afirmam que nunca antes estudaram tal evento, o qual nomearam de "correntes de auroras difusas", segundo o estudo publicado na revista Journal of Geophysical Research: Space Physics.

    O cientista, David Knudsen, que filmou o vídeo, lembra que naquele momento o céu parecia estar completamente escuro, mas a câmera especial conseguiu gravar a luz de baixo nível.

    "O que me surpreendeu é que quando uma área se iluminava para cima e para baixo, a aurora difusa de fundo era apagada. Desaparecia. Havia um buraco na aurora difusa. E então este buraco se encheu novamente depois de meio minuto mais ou menos. Nunca vi nada assim", disse Knudsen.

    Em 2021, o astrofísico Riley Troyer ficou interessado pelo vídeo, e criou um programa de computador para estudá-lo. O cientista descobriu que a aurora demorou aproximadamente 20 segundos para recuperar seu brilho.

    "A coisa mais valiosa que encontramos é mostrar o tempo que demora para a aurora passar de um evento no qual se apaga para ser preenchida ou colorida de novo, e quanto tempo leva para voltar deste estado apagado para uma aurora difusa", afirmou Troyer.

    O pesquisador explicou que a descoberta poderia ajudar no desenvolvimento de modelos de campos magnéticos. Os cientistas informaram que ainda há muitas pesquisas por fazer nesta área, e esperam detectar mais exemplos deste fenômeno.

    Mais:

    FOTO do Hubble flagra estrela prateada em véu de gás e poeira
    Colisões de nuvens podem desencadear formação estelar no espaço, aponta estudo
    Telescópio da NASA pode desvendar mistérios sobre 'idade das trevas' do Universo (FOTOS)
    'Cogumelos' podem evidenciar existência de vida em Marte, aponta estudo
    Tags:
    ciência, vídeo, aurora polar, luz, brilho
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar