15:36 06 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    Foram encontrados no leste do Egito três complexos relacionados à mineração de esmeraldas, tendo a extração sido amplamente relacionada a cultos religiosos.

    Uma equipe internacional de arqueólogos descobriu novas evidências de que foram extraídas esmeraldas de minas no deserto oriental do Egito durante o Império Romano, relata na quarta-feira (14) o portal EurekAlert.

    As escavações arqueológicas foram realizadas no assentamento romano-bizantino de Mons Smaragdus, que, segundo o estudo publicado na revista Journal of Near Eastern Studies, desempenhou um papel importante na extração organizada de esmeraldas.

    Segundo o EurekAlert, os arqueólogos encontraram três estruturas antigas. Na primeira, provavelmente usada entre os séculos I e IV ou V, eles encontraram 19 moedas e outros artefatos que possivelmente foram usados para rituais como queimadores de incenso, estatuetas de bronze e outras figuras.

    Materiais recuperados do Grande Templo de Sikait, Egito: a) cabeça núbia em esteatita; b) estatueta esteatita de deusa; c) estatueta de um deus montado em um animal; d) amuleto de faiança de Harpócrates; e) amuleto de bronze de Osíris; f) prato esteatita
    Materiais recuperados do Grande Templo de Sikait, Egito: a) cabeça "núbia" em esteatita; b) estatueta esteatita de deusa; c) estatueta de um deus montado em um animal; d) amuleto de faiança de Harpócrates; e) amuleto de bronze de Osíris; f) prato esteatita

    A segunda estrutura, que os pesquisadores chamaram de grande templo, e que deve ter sido usada nos séculos IV e V, era aparentemente para o culto. É também uma das mais bem conservadas na área, onde foram igualmente encontrados fragmentos de esculturas e amuletos.

    A terceira estrutura, que foi chamada de complexo das seis janelas, tem duas partes, uma das quais se assemelha a uma moradia, e a outra a um porão, que, segundo os pesquisadores, estava diretamente relacionado à extração de esmeraldas.

    A análise detalhada de algumas minas também revelou a primeira inscrição de registro já encontrada em uma antiga mina de esmeraldas.

    "De acordo com fontes literárias como Olimpiodoro, no século V d.C. era necessária uma permissão do rei dos blêmios para entrar nas minas de esmeraldas", dizem os autores do estudo.

    Os pesquisadores tentaram identificar as minas de esmeraldas com o estudo de estruturas subterrâneas que lá encontraram. Desta forma, eles conseguiram documentar vários locais com vestígios de mineração de berilo, um mineral do qual a esmeralda é uma de suas variedades.

    A descoberta indica que a extração de esmeraldas naquela época estava intimamente relacionada a cultos religiosos, explicando o grande número de templos próximos às minas que foram talvez considerados sagrados, concluíram os arqueólogos.

    Mais:

    Detalhe microscópico revela segredos de retratos egípcios de 1.800 anos (FOTO)
    Descoberta inédita de 'múmia de barro' revela método desconhecido de sepultamento no Egito (FOTO)
    Relíquia perdida de 5 mil anos de pirâmide egípcia é encontrada em caixa de charutos (FOTOS,VÍDEO)
    Detalhes da violenta morte de faraó egípcio e de sua mumificação são revelados (FOTOS)
    Arte egípcia de 4.600 anos de antiguidade representaria ganso extinto (FOTO)
    Tags:
    Egito
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar