07:05 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    0 190
    Nos siga no

    Pesquisadores da Universidade Yale, EUA, explicaram por que os homens morrem 1,7 vez mais frequentemente de COVID-19 que as mulheres.

    A diferença na mortalidade da COVID-19 entre homens e mulheres é observada em quase todos os países que têm dados divididos por gênero. Além dos fatores dos papéis sociais e comportamentais de gêneros, os mecanismos biológicos também influenciam a mortalidade deferente entre homens e mulheres, segundo estudo publicado na revista Science.

    Infecção por agentes patogénicos resulta em respostas imunes diferentes, dependendo do gênero do infectado. O sexo masculino está mais associado a respostas imunes mais baixas e maior suscetibilidade e/ou vulnerabilidade a infecções.

    Hormônios desempenham papel crucial na predisposição para complicações de doenças. Nas mulheres, o estrogênio pode bloquear o receptor ACE2, que o vírus SARS-CoV-2 usa para entrar no corpo. Já nos homens, o andrógeno, ao contrário, facilita a entrada da infecção, de acordo com cientistas.

    Além disso, foi revelado que um dos fatores importantes é a presença em mulheres de dois cromossomos X possuidores de genes-chave por regularem a resposta do sistema imunológico. Em alguns casos, ambos os cromossomos X podem ativar simultaneamente o sistema imunológico congênito e identificar agentes patogênicos em estádios iniciais de infecção.

    Homens de 60 anos de idade em geral podem começar a perder a capacidade de formar a resposta imune inicial contra o coronavírus. Em vez da resposta imune, no corpo dos homens surge uma exagerada reação compensatória, que causa inflamação grave e tempestade de citocinas, que são responsáveis pelos casos graves da COVID-19.

    Brasil já registrou 8.933.356 casos, 218.878 mortes e 7.930.380 pacientes recuperados da COVID-19. No mundo há 100.371.303 casos confirmados, 2.160.562 óbitos e 55.532.629 pacientes recuperados do coronavírus.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Como funciona spray mexicano que promete combater COVID-19?
    Assim como testes realizados na garganta e no nariz, China usa cotonetes anais para testar COVID-19
    Turquia lança spray contra coronavírus que promete matá-lo em 1 minuto
    Reino Unido deve estabelecer medidas mais duras de controle contra COVID-19 nas fronteiras
    Cientistas revelam substâncias que diminuiriam probabilidade de morrer de COVID-19
    Tags:
    vírus, cientistas, mortalidade, pandemia, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar