12:24 16 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    320
    Nos siga no

    Duas pessoas que receberam a vacina Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 morreram após a vacinação durante testes de segurança, informou a Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês).

    "Ao todo, seis pessoas [dois vacinados, quatro que tomaram placebo] de 43.448 participantes (0,01%) morreram durante o período reportado de 29 de abril 2020 [primeiro participante, primeira visita] até 14 de novembro 2020 [data limite]", informou a FDA nos documentos publicados antes de uma reunião da Comissão Consultiva agendada para esta quinta-feira (10) para discutir a autorização de uso de emergência da vacina.

    Ambos os receptores da vacina tinham mais de 55 anos de idade, reportam os documentos. Um paciente sofreu uma parada cardíaca 60 dias após ter recebido a segunda dose da vacina, falecendo três dias depois. O outro paciente com obesidade e aterosclerose pré-existente morreu três dias após ter recebido a primeira dose.

    Em 2 de dezembro, a vacina contra a COVID-19 desenvolvida pela farmacêutica alemã BioNTech e a norte-americana Pfizer foi aprovada para utilização pelo Reino Unido, que se tornou o primeiro país a autorizar o uso dela.

    Segundo dados da Universidade Johns Hopkins (EUA), até 8 de dezembro foram registrados 177.317 óbitos e 6.623.911 casos confirmados no Brasil. No total, em todo o mundo, a pandemia já vitimou 1.547.711 pessoas. EUA, Índia, Brasil, Rússia e França estão atualmente entre os países com mais infectados.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Pfizer e BioNtech pedem autorização de comercialização da vacina contra COVID-19 na Europa
    México assina acordo com a Pfizer por 34,4 milhões de doses da vacina contra a COVID-19
    Após Reino Unido, Bahrein também aprova uso de vacina da Pfizer contra a COVID-19
    Tags:
    vacinação, Pfizer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar