22:13 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    270
    Nos siga no

    As observações do satélite de Pesquisa de Exoplanetas em Trânsito (TESS) da NASA permitiram aos astrônomos entender melhor o ambiente bizarro do planeta ultraquente KELT-9b.

    O KELT-9b pertence a uma família de planetas fora do nosso Sistema Solar conhecida como Júpiteres ultraquentes, ou seja, exoplanetas gigantes incandescentes que orbitam muito perto de suas estrelas-mãe.

    Descoberto em 2017, o corpo celeste é um gigante gasoso cerca de 1,8 vezes maior e quase três vezes mais pesado que Júpiter.

    O KELT-9b orbita a sua estrela-mãe, fazendo a cada 36 horas uma volta completa em torno dela, em uma órbita que passa quase diretamente por cima dos polos da estrela.

    Com uma temperatura que ronda os 9.900 graus Celsius, a referida estrela, batizada de HD 195689, está acerca de 650 anos-luz de distância da Terra, na constelação do Cisne.

    Além disso a HD 195689 tem aproximadamente o dobro do tamanho do Sol e é em média 56% mais quente. Ela gira 38 vezes mais rápido que o Sol, fazendo uma rotação completa em apenas 16 horas, explica portal Sci-News.

    Sua rotação rápida distorce a forma do astro, ficando mais achatado no polos. Esse fenômeno faz com que os polos da estrela aqueçam e brilhem, enquanto sua região equatorial esfria e escurece, resultando em uma diferença de temperatura na sua superfície de quase 800 graus Celsius.

    O planeta KELT-9b está muito próximo da estrela e o seu lado "diurno" é constantemente bombardeado por radiação estelar, recebendo 44 mil vezes mais energia de sua estrela do que a Terra recebe do Sol.

    O lado "diurno" do KELT-9b atinge a temperatura máxima de 4.327 graus Celsius, ou seja, este planeta é mais quente que a superfície da maioria das estrelas conhecidas.

    Mais:

    Exoplaneta mil vezes maior que a Terra é descoberto de forma inédita na Via Láctea
    Exoplanetas habitáveis poderiam ser identificados por 'código de cores', afirma estudo
    NASA simula pôr do sol em planetas do nosso Sistema Solar em VÍDEO espetacular
    Tags:
    exoplaneta, Universo, constelação, astronomia, Sol, planeta, Júpiter, NASA, telescópio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar