00:16 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    Astrônomos descobriram geometrias orbitais impressionantes em discos protoplanetários em torno de estrelas binárias.

    Os pesquisadores do Observatório Nacional de Radioastronomia (NRAO) dos EUA, com a ajuda do telescópio ALMA, no Chile, observaram 19 discos protoplanetários (local onde os planetas se formam) em torno de estrelas binárias e descobriu "geometrias orbitais surpreendentes". No caso de estrelas binárias, esses discos são conhecidos como discos circumbinários.

    Nas últimas décadas, os cientistas descobriram milhares de planetas que orbitam estrelas de maneira diferente do que acontece em nosso Sistema Solar. Alguns desses planetas se formaram em sistemas binários (orbitam em torno de dois sóis) assim como Tatooine, o planeta fictício conhecido no universo de "Guerra nas Estrelas".

    O novo estudo, publicado pelo NRAO, sugere que os discos onde os planetas que orbitam em torno de duas ou mais estrelas são formados podem existir em órbitas desalinhadas, longe do plano orbital primário.

    "Com nosso estudo, queríamos aprender mais sobre as geometrias típicas de discos circumbinários. Os dados de alta resolução do ALMA foram cruciais para o estudo de alguns dos menores e mais fracos discos circumbinários até agora", explicou o astrônomo Ian Czekala, da Universidade da Califórnia em Berkeley (EUA).

    Representação artística do planeta HD 188553 Ab com três sóis
    © Foto / NASA/JPL-Caltech
    Representação artística do planeta HD 188553 Ab com três sóis

    Comparando os dados dos discos circumbinários obtidos do ALMA com os doze planetas do tipo Tatooine, os astrônomos descobriram que o grau em que as estrelas binárias e seus discos circumbinários estão desalinhados depende em grande parte do período orbital das estrelas anfitriãs. Quanto menor o período orbital da estrela binária, maior a probabilidade de hospedar um disco alinhado com sua órbita.

    Contudo, estrelas binárias com períodos orbitais maiores que um mês geralmente têm discos desalinhados, ou seja, o caminho orbital dos dois sóis binários pode deformar seu disco circumbinário externo e este adquirir órbitas desalinhadas.

    Os cientistas agora buscam descobrir por que existe uma correlação tão forte entre o alinhamento do disco e o período orbital das estrelas e "tentam entender como os discos deformados ou inclinados afetam" a formação de planetas nesses sistemas estelares múltiplos.

    Mais:

    Astrônomos descobrem estrela pulsante em forma de gota (VÍDEO)
    NASA registra sistema binário de estrelas se comportando de maneira bizarra
    Detectadas pela 1º vez estrelas binárias capazes de produzir ondas gravitacionais
    Tags:
    espaço, planetas, Sistema Solar, órbita, Guerra nas Estrelas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar