13:08 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    Os cientistas têm vindo a observar o cometa 2I/Borisov se aproximando do Sol desde dezembro passado, mas esse caminho pode mesmo estar terminando em breve.

    O primeiro cometa interestelar a visitar o nosso Sistema Solar, 2I/Borisov, está desfazendo-se em pedaços, segundo demonstram as imagens do Telescópio Espacial Hubble (HST, na sigla em inglês), analisadas por uma equipe de astrônomos liderada por David Jewitt.

    O cometa 2I/Borisov, o primeiro cometa detectado proveniente do exterior do Sistema Solar e descoberto no ano passado, teria começado a dividir-se em dois na semana passada.

    História do corpo celeste visitante

    O cometa começou a se aproximar do Sol no dia 8 de dezembro de 2019.

    Desde então os cientistas têm estado a observá-lo de perto para determinar se iria continuar seu caminho através do Universo, ou se iria compartilhar o destino de algumas outras rochas espaciais, desmoronando-se depois de se encontrar com a nossa estrela.

    No início de março, uma equipe de astrônomos poloneses afirmou ter detectado aumento significativo no brilho do cometa, que eles acreditaram ser uma indicação que o objeto estaria começando a se decompor.

    Segundo a análise dos investigadores publicada no site Astronomer's Telegram, existe uma diferença significativa entre as imagens do cometa tiradas em 23 de março e sete dias depois, na segunda-feira (30), que parecem mostrar que o objeto começou a partir-se em pedaços.

    "As imagens do UT 2020 de 23 de março mostram um único núcleo de brilho interior, como o observado em todas as imagens do HST anteriores do 2I/Borisov", observaram os astrônomos.

    "Em contraste, as imagens do UT 2020 de 30 de março mostram um núcleo claramente não-estelar, consistente com dois componentes não resolvidos separados por 0,1 segundos de arco [distância de 180 quilômetros do cometa] e alinhados com o eixo principal do coma de poeira maior", explicou a equipe.

    O 2I/Borisov parece dever terminar seu percurso através do Universo, sendo o segundo objeto interestelar e o primeiro cometa interestelar de todos os tempos a entrar no Sistema Solar.

    Mais:

    Cometa-camaleão: sonda da ESA desvenda mudanças de cor em misterioso corpo celeste
    Em cena capturada pela NASA, raro 'cometa de Natal' explode próximo à Terra (FOTO, VÍDEO)
    Observações finais revelam presença inédita de água no 2º cometa interestelar
    Tags:
    Sistema Solar, Sol
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar