16:58 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Planetas de densidade incrivelmente baixa, conhecidos como superinchados, podem ter anéis que os amplificam, de acordo com cientistas do Instituto Carnegie e do Instituto de Tecnologia da Califórnia.

    Planetas superinchados são exoplanetas um pouco mais pesados do que a Terra, e donos de um raio maior que o de Netuno, que os proporciona uma densidade média muito baixa. Além disso, são mais frios e menos massivos que os Júpiteres quentes inchados de baixa densidade.

    Desde que foram descobertos, planetas superinchados têm deixado cientistas confusos, porque são diferentes dos planetas do nosso Sistema Solar, desafiando, assim, nossas concepções de como devem ser os planetas distantes.

    "Começamos a pensar, e se estes planetas não são forem tão cheios de ar como algodão-doce. E se os planetas superinchados parecem ser tão grandes por estarem rodeados por anéis?", indagou Anthony Piro, coautor e pesquisador do Instituto Carnegie, escreve portal Science Alert. 

    Três planetas gigantes orbitando o sistema Kepler 51
    Três planetas gigantes orbitando o sistema Kepler 51

    No Sistema Solar, todos os planetas gigantes gasosos e de gelo têm anéis, tendo como exemplo mais conhecido os magníficos anéis de Saturno. No entanto, tem sido difícil para os astrônomos descobrir planetas que possuam anéis e que orbitam estrelas distantes.

    "Começamos a nos questionar, olhando para nós de um mundo longínquo seria capaz de reconhecer Saturno como um planeta com anéis, ou iria parecer para um astrônomo alienígena um planeta inchado?", indagou o coautor do estudo Shreyas Vissapragada, do Instituto de Tecnologia da Califórnia.

    Para testar a hipótese, Piro e Vissapragada simularam como um exoplaneta com anéis iria se parecer para um astrônomo com instrumentos de alta precisão quando fosse percebido ao passar em frente à sua estrela principal. Os pesquisadores também estudaram os tipos de materiais dos quais são compostos os anéis que poderiam explicar as observações de planetas superinchados.

    De acordo com os dois pesquisadores, planetas como Kepler 87c e 177c, bem como HIP 41378f, são candidatos perfeitos a terem anéis.

    Mais:

    'Marte está vivo': sonda da NASA registra sismos no Planeta Vermelho
    Estrela em extinção cria espetacular nebulosa planetária (FOTO)
    Tags:
    Instituto de Tecnologia da Califórnia, Universidade Harvard, Saturno, NASA, planetas, exoplanetas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar