07:21 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    6143
    Nos siga no

    Acredita-se que o Natal é a época dos milagres, por isso revelações intrigantes dificilmente podem ser uma surpresa.

    Como diz a história tradicional do Natal, a Virgem Maria deu luz o menino Jesus em Belém, perto de Jerusalém. Agora, pesquisadores afirmam que Jesus teria nascido a 160 quilômetros de distância, também em Israel, em uma vila também chamada Belém.

    Perto das fronteiras libanesa e síria, a cidade parece estar totalmente excluída das festividades natalinas, já que milhares de pessoas se reúnem em Belém, na Cisjordânia, para celebrar a grande festa cristã.

    No entanto, vários historiadores afirmam que o local foi imerecidamente desconsiderado no contexto da história bíblica.

    A maior questão que tem sido levantada é por que Maria e José viajariam uma distância tão grande da sua cidade natal, Nazaré, até Belém, na Cisjordânia, em vez de se dirigirem para a outra Belém, que estava mais próximo deles.

    Há uma ampla crença de que a suposta identificação errada de Belém pode ter ocorrido devido a Santa Helena.

    Helena, imperatriz romana no século IV, ordenou a construção da Basílica da Natividade em Belém, na Cisjordânia, no local onde se acreditava, na época, que Maria dera à luz Jesus. O erro pode ter sido resultado do fato de peregrinos erroneamente viajarem para o lugar por vários séculos.

    A Bíblia se refere ao filho de Maria como Jesus de Nazaré, e também diz que ele era da Galileia, o que para alguns significa que ele nasceu nesta outra Belém, ao contrário do que está escrito explicitamente na Bíblia. Geograficamente, parece claro que a Belém que é mencionada por Mateus e Lucas é a que está perto de Jerusalém.

    A investigação

    O Dr. Aviram Oshrim, arqueólogo da Autoridade de Antiguidades de Israel, que está investigando a controvérsia desde os anos 90, disse estar "convencido" de que o autêntico lugar de nascimento de Jesus é perto de Nazaré, segundo aponta o portal Global News Every Day.

    "Fui contratado para realizar algumas escavações em torno de projetos de construção e infraestrutura em uma pequena comunidade rural da Galileia", disse ele, explicando melhor o que aconteceu.

    "Quando comecei a trabalhar, algumas das pessoas que viviam ao redor do local me disseram que Jesus realmente nasceu lá e não no sul".

    A afirmação o levou a estudar o local convencional: "Intrigado, pesquisei as provas arqueológicas de Belém na Judeia da época de Jesus, e não encontrei nada."

    Oshrim não acredita que Maria, grávida, pudesse ter viajado à Cisjordânia. O recém-nascido também dificilmente teria conseguido sobreviver à longa viagem de regresso a Nazaré. A curta viagem a Belém, na Galileia, já teria sido possível.

    O acadêmico bíblico Marcus Borg, que morreu em 2015, concordava com Oshrim, escrevendo em uma de suas publicações que "historicamente parece provável que Jesus tenha realmente nascido em Nazaré".

    Borg fundamentou sua afirmação, assumindo que Mateus e Lucas intencionalmente "colocaram o nascimento de Jesus em Belém porque essa é a cidade de David, e no judaísmo tradicional, o Messias seria descendente de David. Dizer que Jesus nasceu em Belém é fazer uma declaração sobre sua legitimidade como Messias", observou ele.

    Mais:

    Instinto maternal: encontrado fóssil de animal que protegia sua cria há 300 milhões de anos (FOTOS)
    Arqueólogos podem ter encontrado sepultura de líder inca durante conquista espanhola
    Cientistas russos explicam como obras de arte afetam pessoas
    Tags:
    Jerusalém, Belém, Natal, Jesus Cristo, Jesus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar