10:05 09 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Escultura de Jesus Cristo (imagem de arquivo)

    Cientistas fazem revelação sobre tecido que teria coberto corpo de Jesus Cristo

    CC0 / Pixabay
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    3123
    Nos siga no

    Uma equipe de investigadores italianos a franceses encontrou evidências sensacionais de que as conclusões anteriores da análise do famoso Santo Sudário de Turim, feita em 1988, estão erradas.

    Os investigadores voltaram a verificar as informações obtidas em 1988, quando os cientistas conseguiram obter acesso pela primeira vez ao Sudário de Turim, ou Santo Sudário, uma peça de linho que teria coberto o corpo de Jesus Cristo após a crucificação.

    Os resultados da primeira análise permitiram datar o tecido. Concluiu-se que este pertence ao período entre os anos 1260 e 1390. Estes dados são considerados prova de que o famoso Sudário não pôde ter sido usado durante a época de Cristo, de acordo com o portal Phys.org.

    Exposição do Santo Sudário na Catedral Metropolitana do Rio
    Divulgação Arquidiocese RJ
    Exposição do Santo Sudário na Catedral Metropolitana do Rio

    Agora, a nova equipe de investigadores solicitou um pedido à Universidade de Oxford, que tinha participado na primeira análise, e por isso dispunha de dados. Foi necessário mais dois anos para realizar uma nova análise.

    Descobriu-se que as conclusões tiradas em 1988 não estavam certas. A primeira investigação não fez a análise de todo o sudário, mas só de algumas das partes das suas bordas.

    Acredita-se que, na Idade Média, as freiras consertavam algumas partes do tecido para emendar os danos causado pelo tempo.

    De acordo o chefe da investigação, Tristan Casabianka, as amostras usadas em 1988 não eram uniformes, o que invalida automaticamente os resultados obtidos.

    Os cientistas pensam que todo o tecido deve ser completamente submetido a uma nova análise. Somente isso permitirá estabelecer a idade exata. Porém para que isso aconteça, o Vaticano deve conceder acesso dos investigadores à relíquia cristã.

    Mais:

    Nova teoria desafia mistério do 'nome do meio' de Jesus Cristo
    Tags:
    cientistas, revelação, análise, investigações, Jesus Cristo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar