05:23 07 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1100
    Nos siga no

    Arqueólogos fizeram recentemente em Jerusalém descobertas impressionantes. Os achados foram feitos acidentalmente, exibindo o Reservatório de Siloé e o canal central de drenagem que era usado na antiga cidade.

    Uma nova descoberta na Cidade de Davi, que é a parte habitada há mais tempo da cidade israelense de Jerusalém e um de seus principais sítios arqueológicos, deve alterar a relação dos judeus com seu passado.

    O caminho de Peregrinação de 2.000 anos de idade foi descoberto em Jerusalém por acaso na sequência de outras duas descobertas fascinantes, escreve The Jerusalem Post.

    A descoberta que foi feita acidentalmente

    Em 2004, quando um cano de esgoto rebentou no bairro de Silwan na cidade de Jerusalém, os serviços municipais foram enviados para o local acompanhados por uma equipe de arqueólogos.

    Durante as reparações, os operários depararam com escadas perto do local onde, segundo os cientistas, teria estado o Reservatório de Siloé. Neste antigo reservatório os peregrinos judeus teriam mergulhado antes de começarem a ascensão religiosa para o Segundo Templo.

    A descoberta de Reservatório de Siloé levou a outra descoberta extraordinária – o canal central de drenagem que era usado na antiga cidade de Jerusalém.

    Estes dois achados levaram a outro ainda mais impressionante, a um caminho antigo escavado sob a povoação de Silwan e sobre o famoso canal de água.

    Os arqueólogos o chamaram de estrada da Peregrinação, acreditando que este era o percurso que milhões de judeus faziam três vezes por ano quando iam a cidade santa de Jerusalém para levar sacrifícios a Deus durante os três feriados mais importantes do judaísmo: Pessach (Pascoa judaica), Shavuot (Festa das Colheitas) e Sucot, o festival judaico que coincide com a estação das colheitas em Israel.

    De acordo com Doron Spielman, vice-presidente da Fundação Ir David, conhecida como Elad, quase todos os peregrinos judeus teriam entrado na cidade por este caminho.

    Spielman alega que este é o caminho que Jesus Cristo teria quase certamente usado durante o período do Segundo Templo, e é verdadeiramente o coração de povo judaico, "como o sangue que corre nas nossas veias".

    "Para compreender Jerusalém, você precisa de estar aqui", disse Spielman.

    Até o momento, a Fundação Ir David desenterrou cerca de 250 metros do caminho de Peregrinação.

    Mais:

    Arqueólogos fazem descoberta sensacional que reescreveria história dos vikings (FOTO)
    Tags:
    Jesus, descoberta, sítio arqueológico, Israel, Jerusalém
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar