10:57 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    484
    Nos siga no

    Para presidente do TSE, Judiciário e Legislativo têm sido "bons guardiões" da democracia. Barroso acrescentou que mecanismos de enfrentamento da desinformação é tema central para este ano.

    Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou nesta segunda-feira (4) que o Brasil terá eleições livres em 2022 e que as instituições estão funcionando e funcionarão ano que vem.

    "Estou seguro de que nós chegaremos às eleições de 2 de outubro de 2022, daqui a um ano, com instituições funcionando, eleições livres e uma campanha aberta, robusta, mas digna", disse Barroso, citado pelo G1 durante discurso na abertura do "Seminário Internacional: Integridade Eleitoral na América Latina – Experiências Recentes e Perspectivas", organizado em parceria pelo TSE e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

    No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de atos pró-governo em Brasília e em São Paulo e fez discurso com ameaças golpistas ao Supremo Tribunal Federal (STF).

    Em vídeo, Bolsonaro faz ataques pessoais contra o ministro do STF Luís Roberto Barroso, no dia 9 de abril de 2021
    Em vídeo, Bolsonaro faz ataques pessoais contra o ministro do STF Luís Roberto Barroso, no dia 9 de abril de 2021

    Em respostas aos ataques às urnas eletrônicas com desinformação, Barroso afirmou em entrevista ao jornal O Globo que busca ampliar as condições de transparência e segurança do sistema de votação para as eleições.

    "Nós continuamos com uma preocupação grande com a questão da desinformação [...]. Estamos em contato permanente com as plataformas e com as empresas de checagem de notícias preparando para minimizar o impacto da desinformação, sobretudo a desinformação que ataca o sistema eleitoral", comentou o presidente do TSE.

    O primeiro turno das eleições de 2022 vão ocorrer em 2 de outubro, com a participação de mais de 150 milhões de brasileiros. O eleitorado elegerá presidente e vice-presidente da República, 27 governadores e vice-governadores e do Distrito Federal, 27 senadores e 513 deputados federais, bem como deputados estaduais e distritais. O segundo turno do pleito do ano que vem está marcado para o dia 30 de outubro.

    Mais:

    Especialista pondera peso da Venezuela nas eleições brasileiras de 2022
    TSE divulga nomes dos integrantes da Comissão de Transparência das Eleições; militar será membro
    TSE aproveita eleições fora de época para provar segurança de urnas eletrônicas publicamente
    Zemmour, potencial rival de Macron nas eleições, ocupou espaço de Le Pen, dizem analistas
    Tags:
    Luís Roberto Barroso, TSE, Tribunal Superior Eleitoral, STF, Supremo Tribunal Federal (STF), eleição, eleição, eleições, eleições, eleições, desinformação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar