20:47 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    055
    Nos siga no

    Diante dos ataques ao sistema eleitoral brasileiro pelo Executivo, TSE anuncia nomes dos participantes que integrarão a comissão. Os membros acompanharão e fiscalizarão as fases de desenvolvimento dos sistemas eleitorais e de auditoria.

    Nesta quinta-feira (9), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou os nomes dos integrantes da Comissão de Transparência das Eleições.

    A criação da comissão é uma das medidas anunciadas pelo tribunal em agosto para ampliar a transparência das urnas eletrônicas e do sistema de votação brasileiro, conforme noticiado.

    O grupo vai contar com a participação de representantes das Forças Armadas — o comandante de Defesa Cibernética, general Heber Garcia Portella —, do Congresso, do Tribunal de Contas da União (TCU), da Ordem dos Advogados do Brasil (AOB), da Polícia Federal e do Ministério Público Eleitoral.

    Na sessão do tribunal em que anunciou a iniciativa, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse que no dia 4 de outubro haverá uma exposição didática e detalhada do atual sistema de votação com a presença dos partidos e dos ministros da corte, segundo o UOL.

    De acordo com a mídia, a comissão vai atuar por meio da análise do plano de ação do TSE para a ampliação da transparência do processo eleitoral e acompanhar e fiscalizar as fases de desenvolvimento dos sistemas eleitorais e de auditoria do processo eleitoral.

     O TRE-DF (Tribunal Regional Eleitoral) realiza o teste e lacração das urnas eletrônicas que serão enviadas para votação no exterior, 19 de agosto de 2018
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    O TRE-DF (Tribunal Regional Eleitoral) realiza o teste e lacração das urnas eletrônicas que serão enviadas para votação no exterior (foto de arquivo)

    Os membros também poderão poderá opinar e recomendar ações adicionais para garantir a máxima transparência.

    A lista completa de participantes de Instituições e órgãos públicos seguem com os seguintes nomes: senador Antonio Anastasia (PSDB-MG); ministro Benjamin Zymler, general Heber Garcia Portella; Luciana Diniz Nepomuceno, conselheira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); perito criminal Paulo César Hermann Wanner, do Serviço de Perícias em Informática da Polícia Federal; vice procurador-geral eleitoral Paulo Gustavo Gonet Branco, pelo Ministério Público Eleitoral.

    Já os especialistas em tecnologia da Informação e representantes da sociedade civil são: André Luís de Medeiros Santos, Bruno de Carvalho Albertini, Roberto Alves Gallo Filho, Ana Carolina da Hora, Ana Claudia Santano e Fernanda Campagnucci, citados pelo G1.

    Mais:

    TSE quer saber valores recebidos por canais bolsonaristas nas redes sociais, diz mídia
    TSE apresenta notícia-crime contra Bolsonaro ao STF por vazamento de informação sigilosa
    Em meio à polêmica do voto impresso e urnas eletrônicas, TSE cria novas medidas de transparência
    Tags:
    TSE, eleições, política, sistema eleitoral, urnas eletrônicas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar