00:46 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)
    2811
    Nos siga no

    Principal epidemiologista norte-americano à frente do combate contra a COVID-19 nos EUA, Anthony Fauci mandou um recado ao Brasil por meio de uma entrevista a um canal de televisão.

    Principal conselheiro da força-tarefa da Casa Branca no combate à pandemia, Anthony Fauci afirmou em entrevista à BBC Brasil na noite de ontem (6) que "todos reconhecem que há uma situação muito grave no Brasil". Por isso, o país deve considerar fazer lockdowns e quarentenas rigorosas.

    "Não há dúvida de que medidas severas de saúde pública, incluindo lockdowns, têm se mostrado muito bem-sucedidas em diminuir a expansão dos casos. Então, essa é uma das coisas que o Brasil deveria pensar e considerar seriamente, dado o período tão difícil que está passando", disse Fauci.

    O especialista ainda disse que o presidente Jair Bolsonaro não é responsável pelas mortes no país, mas afirmou que "negar a gravidade do problema nunca ajuda. Na verdade, muitas vezes piora a situação".

    Esta não foi a primeira vez que autoridades norte-americanas comentaram a situação pandêmica no Brasil. Vale lembrar que os EUA instaram o Brasil a não comprar vacinas da Rússia.

    Depois, em março deste ano, o próprio Fauci afirmou: "O melhor a fazer é vacinar o maior número de pessoas o mais rápido possível".

    Em sua recente entrevista, o epidemiologista freou um dos planos do governo brasileiro de adquirir vacinas por meio de parceria bilateral.

    Segundo ele, "colocaremos o excesso de vacina à disposição dos países em todo o mundo que precisarem" por meio da COVAX, o consórcio da Organização Mundial da Saúde (OMS) para levar vacinas a países pobres.

    Profissionais de saúde protestam contra o presidente Jair Bolsonaro e a gestão da pandemia no Brasil durante ato em Brasília nesta quinta-feira, 25 de março de 2021
    © REUTERS / UESLEI MARCELINO
    Profissionais de saúde protestam contra o presidente Jair Bolsonaro e a gestão da pandemia no Brasil durante ato em Brasília nesta quinta-feira, 25 de março de 2021

    Tema:
    COVID-19 no Brasil no início de abril de 2021 (87)

    Mais:

    'Ao não negociar vacinas com a Rússia, Brasil errou 2 vezes', diz professor
    Rússia critica os EUA por pressionarem Brasil a não comprar Sputnik V
    Brasil e EUA em alerta: China propõe à Rússia criação de 'aliança da soja'
    Tags:
    vacina, EUA, lockdown, COVID-19, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar