15:57 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)
    9525
    Nos siga no

    Em entrevista nesta segunda-feira (22), o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, disse considerar "terrivelmente injusto" que o Brasil seja visto como ameaça global por causa da COVID-19.

    Após o Chile e cerca de 116 países terem adotado medidas contra o ingresso de pessoas que viajam do Brasil, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, falou sobre o assunto em uma entrevista ao Estadão.

    Ernesto Araújo reage ao que considera "discriminação" com o Brasil e pontua que a prometida "solidariedade" dos países ricos na distribuição mais igualitária de imunizantes não existiu até agora.

    "Acho que isso é, antes de tudo, terrivelmente injusto, porque surgiram cepas em outros lugares. O próprio vírus surgiu na China e ninguém está falando na China como uma ameaça nesse sentido. As pessoas até falavam, mas vamos falar das novas cepas. Surgiram no Reino Unido e na África do Sul. E ninguém diz que o Reino Unido e a África do Sul são ameaças globais", afirmou o ministro.

    Em seguida, o ministro defendeu as ações do governo: "A gente pode fazer o que está sendo feito. Acelerar o processo de vacinação, estamos conseguindo vacinas de várias frentes possíveis". 

    Questionado sobre a restrição de circulação de brasileiros mundo afora, o ministro relatou estar magoado. "O que a gente fica triste é ver pessoas, muitos formadores de opinião, aqui no próprio Brasil, amplificando o problema, e querendo justamente criar esse clima anti-Brasil ao redor do mundo, por finalidades políticas", disse.

    Segundo ele, esse sentimento "está sendo criado, em grande parte, por pessoas aqui que têm interesse em denegrir tudo que o presidente [Jair Bolsonaro] faz, tudo que nós fazemos no governo".

    Ernesto Araújo entende que isso "cria uma ressonância para um problema que é sanitário", que as pessoas têm que tratar da maneira que se pode, que o mundo inteiro está enfrentando. "Como você vê, os números têm situações similares em vários outros países", afirmou. 

    Vale lembrar que um levantamento do Valor Econômico indica que o brasileiro é o segundo turista que mais enfrenta barreiras em aeroportos do exterior, atrás apenas do sul-africano.

    O presidente Jair Bolsonaro conversa com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, com a bandeira dos EUA ao fundo.
    © Folhapress / Pedro Ladeira
    O presidente Jair Bolsonaro conversa com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, com a bandeira dos EUA ao fundo.

    Tema:
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)

    Mais:

    Com 2.724 óbitos, Brasil bate recorde com média móvel de 71.904 casos de COVID-19
    Pela 1ª vez, Brasil tem mais de 15 mil mortes causadas pela COVID-19 em uma semana
    Total de mortes pela COVID-19 no Brasil chega a 292.856
    Tags:
    pandemia, Palácio Itamaraty, Itamaraty, Ernesto Araújo, Brasil, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar