15:16 21 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    COVID-19 no mundo no final de março de 2021 (98)
    091
    Nos siga no

    O Ministério da Saúde do Chile anunciou que passageiros que chegarem do Brasil, chilenos ou estrangeiros, deverão ficar isolados em um hotel, arcando por conta própria todos os gastos.

    O objetivo, diz o governo chileno, é fortalecer o controle contra a propagação da variante de Manaus pelo país. Com isso, todos que estiveram no Brasil nos últimos 14 dias também deverão se hospedar em um hotel sanitário por ao menos 72 horas.

    "Todos os viajantes que entrarem no país vindos do Brasil ou que tenham estado no Brasil nos últimos 14 dias, irão a uma residência sanitária. Se o PCR der negativo, vão terminar a quarentena no seu domicílio. Neste hotel sanitário deverão ficar, pelo menos, durante 72 horas para depois completarem o isolamento de dez dias em domicílio", explicou a subsecretária de Saúde, Paula Daza.

    A medida entrará em vigência a partir da próxima quinta-feira (25) por tempo indeterminado, de acordo com a evolução da situação sanitária no Chile, escreve o portal G1.

    ​Até agora, todos os passageiros que chegam de qualquer lugar do mundo no Chile precisam de um exame PCR negativo realizado até 72 horas antes do voo. Ao aterrissarem em Santiago, única entrada aérea habilitada, os passageiros devem fazer um novo teste e aguardar o resultado em domicílio. 

    A partir do próximo dia 25, todos os que chegarem do Brasil, mesmo que apresentem exame negativo, serão encaminhados a uma hospedagem sanitária obrigatória durante 72 horas, período durante o qual as autoridades vão tentar detectar a presença da variante brasileira. Para todos os demais passageiros que vierem de outros países, a quarentena obrigatória de dez dias poderá ser realizada em domicílio.

    Crise na saúde chilena

    Vale lembrar que o Chile bate recordes diários de novos casos da COVID-19, e tem o sistema de saúde à beira do colapso. Nas últimas 24 horas, o país superou os sete mil casos, escreve o jornal La Nación.

    Foram 7.084 novos contágios, acima do recorde de 6.938 casos registrados em 14 de junho de 2020. Em 24 horas, 99 pessoas morreram. 

    Os casos ativos chegam a 37.048, dos quais 2.227 estão em unidades de terapia intensiva. Restam apenas 198 leitos para pacientes críticos no país. A ocupação nas UTIs é de 95%. Um total de 24 municípios, inclusive a capital Santiago, entraram em lockdown total neste fim de semana.

    Uma professora é vacinada em um escola na capital Santiago, em 15 de fevereiro de 2021 – o Chile lidera a vacinação na América Latina.
    © AP Photo / Esteban Felix
    O Chile lidera a vacinação na América Latina

    Tema:
    COVID-19 no mundo no final de março de 2021 (98)

    Mais:

    Melhores fotos da semana em que Brasil vê nomeação de 4º ministro da Saúde em tempos da pandemia
    Total de mortes pela COVID-19 no Brasil chega a 292.856
    Brasil recebe mais de 1 milhão de doses de vacina da COVAX neste domingo
    'Máxima urgência': Brasil aciona diplomatas para compra de insumos para intubação, diz jornal
    Tags:
    Chile, Brasil, quarentena, hotel, pandemia, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar