00:14 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    6924
    Nos siga no

    Neste domingo (14), Alexandre de Moraes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) ordenou a substituição da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) por prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica.

    Esta decisão foi tomada pelo ministro Moraes após analisar o pedido de concessão de liberdade provisória que, no entanto foi negado.

    O deputado Silveira foi preso em fevereiro depois de divulgar vídeo onde defendeu o Ato Institucional 5 (AI-5), o instrumento mais duro da ditadura militar, além da destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal, o que é inconstitucional.

    No entanto Alexandre de Moraes autorizou o deputado a participar, a partir da sua residência, das sessões da Câmara dos Deputados e estabeleceu a expedição de relatório semanal pela central de monitoramento eletrônico, escreve o portal G1.

    "Destaco que o descumprimento injustificado de quaisquer dessas medidas ensejará, natural e imediatamente, o restabelecimento da ordem de prisão", escreveu o ministro na decisão.

    Daniel Silveira foi preso no âmbito do inquérito das fake news, pela prática de crime inafiançável. O plenário do Supremo ratificou a prisão.

    O deputado também foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no inquérito sigiloso que investiga a autoria e o financiamento de atos antidemocráticos.

    Mais:

    Deputado Daniel Silveira tem perfis no Facebook e no Instagram retirados do ar
    STF autoriza investigação contra Daniel Silveira por suspeita de desacato e infração sanitária
    Procuradoria da Câmara pede prisão de Danilo Gentili por tweet contra parlamentares
    Tags:
    prisão domiciliar, Daniel Silveira, deputados federais, Supremo Tribunal Federal, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar