13:26 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    115
    Nos siga no

    A deputada bolsonarista Carla Zambelli (PSL-SP) declarou apoio neste domingo (27) ao deputado federal Arthur Lira na eleição para a presidência da Câmara dos Deputados, mesmo após ter assinado um manifesto contra o parlamentar.

    A disputa pela presidência da Câmara dos Deputados no Brasil segue agitada. Na última quinta-feira (24), um manifesto assinado por quase 40 parlamentares escancarou o desconforto de parte da bancada bolsonarista com o apoio do presidente ao candidato Arthur Lira.

    Entre os signatários estavam Carla Zambelli, Coronel Armando, Chris Tonietto, Evair Vieira de Melo, Guilherme Derritte, Junio Amaral, Luiz Philippe de Orleans e Bragança e Paulo Eduardo Martins. Eles evitam apoiar publicamente Lira, que é réu no Supremo Tribunal Federal por corrupção e organização criminosa.

    Lira é também criticado por apoiadores de Bolsonaro por ser um dos principais representantes do chamado centrão, grupo parlamentar que já foi criticado pelo próprio presidente por adotar práticas como trocas de favores e indicações políticas.

    Hoje (27), bancada de Jair Bolsonaro no Congresso parece ter chegado a um consenso. Uma das líderes do movimento bolsonarista foi às redes sociais para declarar apoio ao deputado Arthur Lira.

    ​Na mensagem que escreveu nas redes sociais, a deputada federal criticou o grupo do atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que lançou Baleia Rossi como possível presidente do Congresso brasileiro. Zambelli havia sugerido o nome da ministra Tereza Cristina, que é deputada licenciada.

    Os partidos de oposição, exceto o PSOL, estão no bloco partidário formado por Maia.

    Disputa no Congresso

    Na disputa pelo comando da Câmara dos Deputados, os parlamentares devem votar entre duas opções: Arthur Lira e Baleia Rossi.

    Uma reportagem do jornal O Globo neste domingo (27) sustenta que o presidente Jair Bolsonaro tem uma carta na manga para conseguir os votos necessários para eleger Arthur Lira: o loteamento de cargos.

    A publicação afirma que os articuladores políticos de Bolsonaro trabalham com um mapa de 500 cargos federais a serem preenchidos em troca de votos para Arthur Lira, candidato do governo à presidência da Câmara.

    Baleia Rossi, por sua vez, é presidente nacional do MDB e líder do partido no Congresso. O deputado federal foi o escolhido para ser o candidato do bloco comandado pelo atual presidente da Casa, Rodrigo Maia.

    A decisão, vale lembrar, foi sacramentada em uma reunião entre lideranças de 11 partidos: DEM, PSDB, MDB, Cidadania, PSL, PT, PCdoB, PDT, PSB, PV e Rede. Baleia Rossi venceu uma disputa interna com Aguinaldo Ribeiro, que não teve sequer apoio interno da sua própria legenda.

    Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), durante sessão plenária da Câmara (foto de arquivo)
    © Foto / Agência Brasil/Marcelo Camargo
    Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), durante sessão plenária da Câmara (foto de arquivo)

    Mais:

    Após STF barrar recondução de Maia, como fica a disputa pela presidência da Câmara?
    Congresso brasileiro elege grupo de deputados para trabalhar no recesso
    'Nhonho': em novo ataque, ministro Salles ofende Rodrigo Maia em rede social
    Tags:
    Baleia Rossi, Rodrigo Maia, Jair Bolsonaro, Bolsonaro, Congresso, Câmara dos Deputados, Carla Zambelli
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar