23:57 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)
    0 02
    Nos siga no

    Segundo Eduardo Pazuello, "os componentes do teste todos têm validade muito mais estendida" que a anunciada inicialmente.

    O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou nesta quarta-feira (2) que os testes PCR para diagnóstico de COVID-19 que estavam encalhados terão validade estendida e poderão ser usados nos próximos meses.

    Segundo Pazuello, a extensão no prazo não provoca qualquer alteração na eficácia dos testes.

    "A caixa do kit, quando chegou, à época foi feito registro inicial com a Anvisa, e a empresa dando uma validade pequena, emergencial, para iniciar o uso. Bem pequena, de oito meses. Essa validade inicial seria e será renovada. Porque os componentes do teste todos têm validade muito mais estendida", disse o ministro, conforme informa o G1.

    De acordo com o ministério da Saúde, são mais de sete milhões de testes parados no estoque. Destes, 2,8 milhões têm data de validade em dezembro; 3,9 milhões vencem em janeiro; 212 mil vencem em fevereiro; e 70 mil expiram em março. A extensão do prazo ainda depende do aval da Anvisa.

    "Vai ser renovada essa validade. Não vejo nenhum motivo para não. E, sim, vamos ter testes normalmente para atender as demandas dos estados", disse Pazuello.
    Voluntário recebe a vacina CoronaVac no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo (imagem referencial)
    © Folhapress / Bruno Rocha /Fotoarena
    Voluntário recebe a vacina CoronaVac no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo (imagem referencial)

    No dia 23 de novembro, foram descobertos 6,86 milhões de testes para diagnóstico da COVID-19 estocados em um armazém em Guarulhos (SP). O ministério da Saúde havia informado, na semana passada, que aguardava estudos que indicassem a viabilidade de prorrogação da data de vencimento.

    Até o momento, a rede pública de saúde do país só realizou 20% dos testes prometidos – caso o ritmo se mantenha, a meta só será cumprida em 2022.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil no início de dezembro (59)

    Mais:

    Taxa de transmissão da COVID-19 cai no Brasil, mas não suficiente para curva da doença diminuir
    Especialistas: medidas de Paes contra COVID-19 são boas, mas não suficientes
    Reino Unido se torna 1º país a autorizar uso da vacina da Pfizer/BioNTech contra COVID-19
    Bolsonaro desobedece STF sobre plano de contenção da COVID-19 em terras indígenas, diz Barroso
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, COVID-19, saúde
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar