09:16 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    Fiscalizada desde 2017 pela justiça norte-americana, empreiteira emite comunicado e diz que aprendeu com erros.

    Um dos principais alvos da operação Lava-Jato, a Odebrecht anunciou, por meio de uma nota em seu site na noite de ontem (18), o fim do monitoramento externo que o DOJ (sigla em inglês para Departamento de Justiça dos EUA) realizava desde 2017 na empresa.

    De acordo com a empreiteira, a mais recente avaliação do DOJ afirmou que o sistema de conformidade do conglomerado está delineado e implementado para prevenir e identificar potenciais violações das leis anticorrupção.

    Presidente do Conselho de Administração da Odebrecht, José Mauro Carneiro da Cunha disse que "a conclusão do monitoramento e a certificação dada pelo monitor do DOJ são o atestado mais eloquente de que a Odebrecht aprendeu com os próprios erros e chegou ao mesmo nível das corporações que atuam com ética, integridade e transparência".

    O monitoramento, previsto no acordo de leniência assinado em dezembro de 2016, teve alcance global. Mais de 900 integrantes, incluindo membros de conselhos de administração, líderes de negócios e gerentes de projetos, foram entrevistados pessoalmente e por videoconferência.

    "Este é um caminho sem volta, de acordo com o compromisso assumido e reafirmado pelos acionistas e por todos os integrantes da Odebrecht. Agora, a nossa concentração é o futuro", concluiu José Mauro Carneiro.

    Segundo a Odebrecht, cerca 30 mil documentos ligados às operações da empresa e ao programa de conformidade foram revistos.

    Polícia Federal chega a construtora Odebrecht na 23ª fase da Operação Lava Jato.
    Rovena Rosa/ Agência Brasil
    Polícia Federal chega a construtora Odebrecht na 23ª fase da Operação Lava Jato.

    Mais:

    Analistas: Bolsonaro ataca Lava Jato para neutralizar Sergio Moro e afagar Centrão
    Lava Jato: Corregedoria da PGR determina que força-tarefa forneça dados sob sigilo da operação
    TRF-1 arquiva ação penal contra ex-presidente Lula no caso de obras da Odebrecht em Angola
    Tags:
    ética, corrupção, justiça, EUA, Lava Jato, Odebrecht
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar