08:19 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    121
    Nos siga no

    O Brasil perdeu em menos de duas décadas (entre 2000 e 2018) uma área de cobertura vegetal nativa de tamanho semelhante ao da Espanha, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    De acordo com o relatório "Uso do solo nos biomas brasileiros" (2000-2018), nesse período o país perdeu "cerca de 500 mil quilômetros quadrados de sua cobertura vegetal", sendo a Amazônia a que mais acumula perdas.

    Na Floresta Amazônica, localizada no norte do país, 269,8 mil quilômetros quadrados de cobertura original desapareceram nesses anos.

    A Amazônia brasileira perdeu quase 8% de sua superfície, o que significa que agora mantém 75,5% de sua superfície original.

    O aumento do desmatamento, entretanto, ocorreu em todos os biomas do país. O Cerrado (uma espécie de savana tropical) perdeu 152.700 quilômetros quadrados.

    Em Poconé, no Mato Grosso, bombeiros tentam extinguir uma queimada no Pantanal, em 26 de agosto de 2020.
    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Em Poconé, no Mato Grosso, bombeiros tentam extinguir uma queimada no Pantanal, em 26 de agosto de 2020.

    A maior perda percentual, porém, ocorreu no Pampa, distribuído pelos estados do sul do país: 16,8% de sua superfície original foi destruída.

    No lado oposto está o Pantanal, o mais bem preservado, apesar de ter perdido 1,6% de sua superfície (o equivalente a 2.100 quilômetros quadrados, mais de dez vezes o tamanho de Buenos Aires) e estar sendo consumido em 2020 por uma forte onda de incêndios.

    Mais:

    Salles é 'cancelado' por postar VÍDEO com mico da Mata Atlântica para negar incêndios na Amazônia
    Governo está 'queimando dinheiro' na Amazônia e no Pantanal, dizem ambientalistas
    Bolsonaro na ONU: desmatamento está ligado ao fogo na Amazônia, e não indígenas, alerta cientista
    Tags:
    cerrado, Pantanal, desmatamento, meio ambiente, Floresta Amazônica, Amazônia, Espanha, IBGE, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar