05:23 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    A senadora Eliziane Gama (MA), líder do Cidadania no Senado, informou que conseguiu coletar 29 assinaturas para abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a política ambiental do governo federal e as queimadas na Amazônia e no Pantanal.

    O pedido da senadora ainda deverá ser lido no Plenário e precisa ser autorizado pelo presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

    Eliziane Gama é coordenadora da Frente Ambientalista no Senado e protocolou nesta quarta-feira (23) o pedido de criação da CPI da Crise Ambiental.

    "O Brasil está pagando muito caro por isso, nossa imagem internacional está muito ruim, nós estamos tendo perdas econômicas significativas, inclusive com possibilidade de boicote, de limitação de compra dos alimentos brasileiros. O nosso país é um dos que tem a maior produção de alimentos do mundo. E hoje, realmente, poderá ser muito prejudicado, inclusive com acordos internacionais que, acabam ficando na berlinda, como é o caso do acordo Mercosul-União Europeia", declarou, citada pela Agência Senado.

    No Senado, são necessárias 27 assinaturas, no mínimo, para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito.

    De acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), setembro de 2020 bateu o recorde histórico de queimadas no Pantanal. A região já registrou ao menos 5.603 focos de incêndio, número quase três vezes acima da média para o mês.

    Mais:

    Operação da PF busca responsáveis por queimadas no Pantanal
    Hamilton Mourão rebate críticas às queimadas e pede cuidado com interpretação de dados do INPE
    Pantanal: nuvem de fumaça chega a São Paulo e 'chuva escura' é registrada em Santa Catarina (FOTOS)
    Após dois meses de fogo, Força Nacional envia bombeiros para combater incêndios no Pantanal
    Tags:
    meio ambiente, queimadas, Pantanal, CPI, Agência Senado, Senado Federal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar