21:59 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    322
    Nos siga no

    O Ministério da Justiça e Segurança Pública enviou nesta quarta-feira (23) 40 bombeiros da Força Nacional para atuar no combate aos incêndios no Mato Grosso. 

    Parte do Pantanal, que vem registrando recordes de queimadas em 2020, fica no estado. As equipes da Força Nacional partiram do Distrito Federal, Goiás, Paraná e Pará. 

    A operação foi autorizada por meio de portaria assinada pelo ministro da Justiça, André Mendonça, e atende pedido feito pelo governador do Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM). 

    As queimadas no Pantanal se intensificaram em julho. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o fogo na região é o maior desde que monitoramento começou a ser feito, em 1998. 

    Bombeiros da região 'estão no limite'

    Além da equipe dos bombeiros, o apoio logístico da Força Nacional contará com o envio de dez viaturas, dois micro-ônibus e um helicóptero. Os militares atuarão na região por 30 dias, a partir de quinta-feira (24), prazo que poderá ser prorrogado. 

    Na terça-feira (22), o secretário de Segurança Pública do Mato Grosso, Alexandre Bustamante, disse, segundo o portal G1, que o reforço das Forças Armadas no combate ao fogo no Pantanal é necessário, pois as equipes de bombeiros que atuam na região "já estão no limite". 

    O diretor da Força Nacional de Segurança Pública, Antônio Aginaldo de Oliveira, afirmou que os bombeiros enviados possuem "vasta experiência em catástrofes, desastres e incêndios florestais". Anteriormente, o governo federal enviou o reforço de militares da Marinha para ajudar no combate ao fogo no Pantanal. 

    Na ONU, Bolsonaro fala em 'desinformação'

    Dados do Prevfogo, o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos incêndios florestais do Ibama, mostram que a área devastada no Pantanal é de mais de 2,3 milhões de hectares, sendo 1,2 milhão em Mato Grosso e cerca de um milhão em Mato Grosso do Sul.

    Em seu discurso na abertura da Assembleia-Geral da ONU, nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil é "vítima de de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal". 

    Mais:

    Áreas devastadas e animais desabrigados: fogo continua destruindo Pantanal
    Provocada por fumaça vinda do Pantanal, chuva preta pode atingir São Paulo, Rio e Minas
    Pantanal: nuvem de fumaça chega a São Paulo e 'chuva escura' é registrada em Santa Catarina (FOTOS)
    Tags:
    INPE, queimadas, bombeiros, ONU, Jair Bolsonaro, Ministério da Justiça, Força Nacional, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pantanal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar