22:17 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em meados de setembro (42)
    0 11
    Nos siga no

    O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, prorrogou até o dia 6 de outubro algumas medidas restritivas de enfrentamento à COVID-19.

    O governo confirmou a suspensão de eventos com a presença de público, como shows, e a permanência nas praias e lagoas, informou Agência Brasil. A previsão de retorno às aulas na rede estadual de educação, inclusive nas unidades de ensino superior, continua sendo o dia 5 de outubro.

    A retomada das aulas somente vai ser autorizada em regiões de baixo risco de contaminação por, no mínimo, duas semanas seguidas.

    O documento foi publicado no Diário Oficial na sexta-feira (18). A medida mantém a alteração de funcionamento de bares e restaurantes, que podem continuar atendendo ao público com 50% da sua capacidade de lotação, até 1h da madrugada, mas com a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em ambiente externo depois das 22h.

    Ficam autorizados os serviços de consumo de bebidas alcoólicas apenas para clientes acomodados e sentados em mesas e cadeiras nas áreas internas e externas, respeitando o distanciamento mínimo de um a dois metros. Música ao vivo e sistema de atendimento self-service continuam suspensos.

    Também fica proibido, aos sábados, domingos e feriados, o estacionamento de veículos particulares em toda a orla da cidade do Rio de Janeiro. É obrigatório o uso de máscaras em espaços públicos, transportes públicos, estabelecimentos comerciais e repartições públicas estaduais.

    O decreto mantém a recomendação às prefeituras fluminenses de reabertura gradual de setores do comércio e da indústria, de acordo com as especificidades de cada cidade, em horários específicos para evitar aglomerações. Os municípios têm autonomia para manter suas determinações e regras.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em meados de setembro (42)

    Mais:

    COVID-19: especialista destaca tendência de queda e superação do pico da doença no Brasil
    Para engenheiro da UFF, COVID-19 atrasará eventual avanço do 5G no Brasil
    Taxa de transmissão da COVID-19 cai para menos de 1 no Brasil; mortes ultrapassam 133 mil
    Tags:
    COVID-19, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar