05:09 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Coronavírus no Brasil em meados de setembro (42)
    106
    Nos siga no

    A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta sexta-feira (18) que vai autorizar a volta do público aos estádios de futebol da cidade.

    A medida foi anunciada pelo prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), que justificou dizendo que a volta do público aos estádios pode ser uma maneira de diminuir a presença de pessoas nas praias.

    "Vamos ter duas semanas para os administradores do estádio, a Federação [de futebol] e o pessoal da Vigilância Sanitária se ajustarem e pronto. Maiores de 60 anos, por favor, fiquem em casa. Menores de 12 também", disse o prefeito.

    Segundo o prefeito, citado por uma reportagem do portal G1, se a partida começar às 11 horas, a chance de diminuir as aglomerações nas praias aumenta.

    "Faremos um apelo para a CBF, no sentido que o Maracanã seja uma alternativa à praia. Hoje talvez o maior problema do Rio são as grandes aglomerações nas praias das pessoas sem máscara. Se o jogo puder ser às 11 horas seria ótimo para nós. Estamos falando de 20 mil torcedores no Maracanã, um terço de sua lotação. Seria talvez menos 20 mil pessoas nas praias do Rio de Janeiro", comentou Crivella.

    A primeira partida com torcida será no Maracanã, no dia quatro de outubro, entre Flamengo e Athletico Paranaense.

    Tema:
    Coronavírus no Brasil em meados de setembro (42)

    Mais:

    MP-RJ aponta Crivella como protagonista em 'gigantesco esquema de corrupção'
    Praias voltam a lotar no Rio de Janeiro em meio à pandemia de COVID-19 (FOTOS)
    Primeira onda de COVID-19 no Hemistério Sul deve acabar em outubro, aponta estudo
    COVID-19 no Brasil: ocupação de leitos na rede privada cai para 57%
    Tags:
    Estádio do Maracanã, estádio, público, Maracanã, futebol, Rio de Janeiro, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar