14:19 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil lutando com COVID-19 no início de setembro (45)
    0 20
    Nos siga no

    Um relatório apresentado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) nesta terça-feira (8) mostrou que o Brasil é um dos países onde as escolas ficaram fechadas por mais tempo desde o início da pandemia.

    De acordo com o estudo da OCDE, 52% dos países avaliados mantiveram as escolas fechadas por 12 a 16 semanas, enquanto outros 28% fecharam as escolas por 16 a 19 semanas. Outros 17% dos países reabriram as escolas após 12 semanas no máximo.

    O Brasil contabilizou 16 semanas com as instituições de ensino fechadas até 30 de junho, sendo que a maioria das escolas ainda não retomou as atividades.

    O relatório da organização, no entanto, faz um ressalva de que a situação da educação pode variar dentro de cada país, considerando que algumas redes alteraram o calendário de férias e feriados para adaptar ao período de fechamento, além da autonomia que autoridades municipais exercem sobre os sistemas educativos de cada região.

    Alunos participam de aula na Escola Municipal Olívia dos Santos Feierabend, na zona rural de Monteiro Lobato, São Paulo. Embora receba poucos recursos do Fundeb, o município possui bons rendimentos em avaliações de ensino
    © Folhapress / Rafael Hupsel
    Alunos participam de aula na Escola Municipal Olívia dos Santos Feierabend, na zona rural de Monteiro Lobato, São Paulo. Embora receba poucos recursos do Fundeb, o município possui bons rendimentos em avaliações de ensino

    Outro aspecto levantado pelo relatório diz respeito ao tamanho das turmas, considerado um fator determinante para a reabertura das escola, pois "países com turmas menores podem ter mais facilidade em cumprir com as novas exigências de distanciamento social".

    De acordo com o estudo da OCDE, citado pela BBC Brasil, saber o momento certo de reabrir as escolas "é uma das decisões mais difíceis e sensíveis das agendas políticas" da atualidade.

    Tema:
    Brasil lutando com COVID-19 no início de setembro (45)

    Mais:

    Covas cobra reabertura segura: não queremos ver 'cenas dos bares do Leblon' em São Paulo
    Farmacêuticas ocidentais não abordam risco de câncer de suas vacinas contra COVID-19, diz RFPI
    Melhora da economia brasileira será vista nos próximos trimestres com reabertura, diz especialista
    'Receita para o desastre', diz OMS sobre reabertura apressada
    Tags:
    Brasil, OCDE, COVID-19, pandemia, educação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar