20:09 13 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil na pandemia do coronavírus em meados de agosto (62)
    541
    Nos siga no

    O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou nesta terça-feira (11) que o SUS (Sistema Único de Saúde) pode receber 15 milhões de doses da vacina Coronavac até dezembro, caso seja comprovada a eficácia da imunização.

    Em entrevista à CNN, o governador disse que a vacina, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, deve ainda passar pela terceira e última fase de testes clínicos.

    "A partir de dezembro ficam prontas e haverá o primeiro lote já em dezembro, desde que tenhamos todas as etapas de testagem superadas e com sucesso, tenho que fazer essa ressalva, é para isso que existem", disse.

    "Se tudo correr bem, em dezembro, mediante aprovação da Anvisa, nós já garantimos 15 milhões de doses para aplicação", completou.

    João Doria disse também que o governo pretende arrecadar R$ 130 milhões em doações para conseguir dobrar a capacidade de produção. Segundo ele, R$ 96 milhões já estariam garantidos.

    ​O governador de São Paulo acrescentou que torce pelo sucesso da vacina da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a Fiocruz, destacando que não está fazendo "uma corrida pela vacina".

    "É um privilégio o Brasil ter duas vacinas para imunização dos brasileiros", completou.

    Tema:
    Brasil na pandemia do coronavírus em meados de agosto (62)

    Mais:

    Vacina russa Sputnik V contra COVID-19 está ganhando a web
    Rússia e Paraná vão fechar acordo para testes e produção de vacina contra COVID-19 no Brasil
    Vacina russa contra COVID-19: simples, como tudo o que é genial
    Quando tudo estiver pronto queremos aplicar vacina na população brasileira, diz embaixador russo
    Tags:
    vacina, China, novo coronavírus, COVID-19, SUS, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar