22:04 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil na luta contra COVID-19 no final de julho (61)
    361
    Nos siga no

    Doses de vacina do laboratório chinês Sinovac Biotech, que fez uma parceria com o Instituto Butantan, chegaram a São Paulo nesta segunda-feira (20) e os testes com voluntários devem começar hoje mesmo.

    A vacina contra o novo coronavírus será testada em nove mil voluntários, sendo que as inscrições continuam abertas no Instituto Emílio Ribas, de São Paulo, e a prioridade é para os profissionais da saúde.

    O governo estadual de São Paulo informou que, caso seja comprovada a eficácia, a vacina será disponibilizada no SUS a partir de junho de 2021.

    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a doença do coronavírus (COVID-19) em um laboratório da empresa de biotecnologia BIOCAD em São Petersburgo, Rússia, 11 de junho de 2020
    © REUTERS / Anton Vaganov
    Cientista dilui amostras durante a pesquisa e desenvolvimento de uma vacina contra a COVID-19

    O acordo entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês foi anunciado em 11 de junho com capacidade de produção de até 100 milhões de doses.

    Esta é a terceira fase de testes da vacina. Nesta etapa, os exames precisam fornecer uma avaliação definitiva sobre a eficácia e segurança de garantir a imunização contra a COVID-19.

    Tema:
    Brasil na luta contra COVID-19 no final de julho (61)

    Mais:

    Mundo registra recorde de casos da COVID-19 pelo segundo dia consecutivo, diz OMS
    Israel compra vacina contra COVID-19, mas se esquece de algo importante
    Brasil chega a 2,1 milhões de casos de COVID-19
    Tags:
    São Paulo, China, novo coronavírus, vacina, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar