22:34 22 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    3417
    Nos siga no

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou medida provisória nesta quarta-feira (10) para alterar o processo de escolha de reitores de universidades federais, institutos federais e o Colégio Pedro II.

    A Medida Provisória Nº 979, de 9 de junho de 2020, muda as regras para as instituições de ensino que tiverem os mandatos de seus dirigentes vencidos "durante o período da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da COVID-19, de que trata a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020".

    As instituições de ensino que escolheram novos dirigentes antes da suspensão das aulas presenciais não serão atingidas pelas mudanças.

    Nos demais casos, contudo, o Ministério da Educação, comandado por Abraham Weintraub, poderá escolher um reitor e um vice-reitor "pro tempore" que terão mandato durante a pandemia e pelo "período subsequente necessário para realizar a consulta à comunidade". Essa escolha de Weintraub acontecerá sem consulta à comunidade acadêmica

    As novas regras já entraram em vigor, mas precisam ser aprovadas pelo Congresso em até 120 dias para não perder a validade.

    Mais:

    Erro no Enem é a crise mais aguda da educação brasileira nos últimos 50 anos, diz especialista
    Enem será adiado 'de 30 a 60 dias', decide Ministério da Educação
    Weintraub pedirá demissão do Ministério da Educação, diz revista
    Educação no Brasil vive na era Bolsonaro um 'período de trevas', afirma especialista
    Tags:
    COVID-19, reitores, universidades, Abraham Weintraub, Jair Bolsonaro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar