11:31 24 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)
    0 52
    Nos siga no

    O governador de São Paulo, João Doria, encaminhou nesta segunda-feira (18) para a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) a proposta de antecipar o feriado estadual de 9 de julho para o dia 25, segunda-feira que vem.

    Doria busca aumentar a taxa de isolamento no estado, que tem ficado abaixo das expectativas. No domingo (17), a taxa de isolamento foi de 54%, abaixo do mínimo considerado necessário de 55% para diminuir a propagação do novo coronavírus.

    "A expectativa é de que o projeto possa ser analisado em regime de urgência e possa ter a aprovação majoritária dos deputados da Assembleia Legislativa do estado de São Paulo", disse Doria, citado pela Agência Brasil.

    A Câmara Municipal de São Paulo já aprovou nesta segunda-feira (18), em sessão extraordinária virtual, a autorização para que o executivo antecipe feriados municipais e o texto segue para sanção do prefeito Bruno Covas. Com a autorização legislativa, a prefeitura poderá definir as datas dessa antecipação por meio de decreto.

    "Com essa decisão, teremos um período mais prolongado de feriados e, com isso, desejamos ter índices [de isolamento] semelhantes ao dos demais feriados e aos finais de semana", disse Doria.

    O governador recomendou que prefeitos do estado sigam o gesto do prefeito Bruno Covas. Com a media, os governos de Doria e Covas buscam evitar a decretação do lockdown.

    Doria destacou que o protocolo para decretar o lockdown já está pronto, mas ainda não deve ser adotado.

    O estado de São Paulo tem, até o momento, 63.006 casos confirmados do novo coronavírus, com 4.823 óbitos. A ocupação de leitos no estado está em torno de 69,8%, mas já é crítica na Grande São Paulo, atingindo a marca de 89,3%.

    Tema:
    Brasil luta com pandemia em meados de maio (78)

    Mais:

    São Paulo pode decretar lockdown se isolamento social não aumentar, diz Doria
    São Paulo registra 4.688 mortes por COVID-19 e ultrapassa China
    Tags:
    João Doria, Brasil, COVID-19, São Paulo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar