21:55 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)
    4107
    Nos siga no

    Os índios brasileiros correm o risco de um genocídio com a pandemia de coronavírus, alertam em manifesto e abaixo-assinado o fotógrafo Sebastião Salgado e a produtora gráfica Lélia Wanick Salgado.

    "Os povos indígenas do Brasil enfrentam uma grave ameaça à sua própria sobrevivência com o surgimento da pandemia do Covid-19. Há cinco séculos, esses grupos étnicos foram dizimados por doenças trazidas pelos colonizadores europeus. Ao longo do tempo, sucessivas crises epidemiológicas exterminaram a maioria de suas populações. Hoje, com esse novo flagelo se disseminando rapidamente por todo o Brasil, comunidades nativas, algumas vivendo de forma isolada na Bacia Amazônica, poderão ser completamente eliminadas, desprovidas de qualquer defesa contra o coronavírus", afirma o texto do manifesto.

    Apoiado por celebridades como a apresentadora Oprah Winfrey e os atores Brad Pitt, Meryl Streep e Richard Gere, o abaixo-assinado pede ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e aos "líderes do Congresso e do Judiciário" que "medidas imediatas" sejam tomadas.

    "Esses povos são parte da extraordinária história de nossa espécie. Seu desaparecimento seria uma grande tragédia para o Brasil e uma imensa perda para a humanidade. Não há tempo a perder", diz o texto do manifesto.
    Tema:
    Brasil no combate ao coronavírus no início de maio (66)

    Mais:

    Indígenas poderiam ser 'aniquilados' pelo coronavírus, adverte governadora dos EUA
    Maranhão pede ajuda ao governo Bolsonaro após ataques contra povos indígenas
    Brasil tem 7 casos de coronavírus entre indígenas, com uma morte e adolescente em estado grave
    Morre indígena de 15 anos com COVID-19 em Roraima
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar