22:26 07 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil combatendo coronavírus no fim de abril (64)
    7365
    Nos siga no

    O Brasil, país sul-americano mais afetado pela pandemia do novo coronavírus, ultrapassou a marca de mais de cinco mil mortes pela COVID-19, anunciou o Ministério da Saúde nesta terça-feira (28).

    Uma marca recorde de 474 mortes foi registrada nas últimas 24 horas, com o número de infecções aumentando para 71.886, informou o ministério em seu informe diário.

    O índice de letalidade foi o maior já registrado no Brasil desde o início da pandemia, atingindo 10,4%.

    O número total de mortos pela pandemia no Brasil (5.017) excedeu o da China, onde o vírus surgiu pela primeira vez no fim do ano passado, antes de se espalhar pelo mundo.

    Com relação ao montante de casos confirmados da COVID-19, foi a segunda maior contagem desde o início do monitoramento no país. Com uma subida de 8,1%, foram 5.385 novos casos da doença.

    Em números de casos, os cinco estados com o maior número de confirmados são: São Paulo (24.041), Rio de Janeiro (8.504), Pernambuco (5.724), Ceará (6.918) e Amazonas (4.337).

    Os mesmos cinco estados aparecem no topo em relação aos óbitos: São Paulo (2.049), Rio de Janeiro (738), Pernambuco (508), Ceará (403) e Amazonas (351).

    Levando em consideração às regiões, o Sudeste tem 50,2% dos casos notificados no Brasil até o momento: são 36.068. Em seguida aparece o Nordeste, com 28,7% e 20.665 casos. Depois vem Norte, com 12,2% e 8.745 casos; Sul, com 5,6% e 4.033 casos; e Centro-Oeste, com 3,3% e 2.375 casos.

    Na segunda-feira (27), o país contava com 66.501 infectados e 4.543 mortes confirmadas.

    Tema:
    Brasil combatendo coronavírus no fim de abril (64)

    Mais:

    Terapia com células imunes poderia destruir tecidos infectados pelo coronavírus
    Crianças poderiam transmitir menos o coronavírus que os adultos, adiantam cientistas
    Contagem global de casos de coronavírus ultrapassa 3 milhões
    Tags:
    pandemia, saúde, Ministério da Saúde, novo coronavírus, COVID-19, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar