06:17 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (45)
    606
    Nos siga no

    O marqueteiro de Michel Temer, Elsinho Mouco, declarou que o Planalto pretende usar a intervenção militar no Rio de Janeiro para aumentar a popularidade do presidente e alavancar a sua candidatura nas eleições de 2018.

    De acordo com o publicitário, a intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro é uma grande chance para Michel Temer aspirar a um novo mandato na presidência. A expectativa do marqueteiro é de que a operação tenha uma grande popularidade e impulsione uma virada na aprovação do governo Temer.  

    “Ele já é candidato […] A vela está sendo esticada. Agora começou a bater um ventinho”, disse Elsinho Mouco, citado pelo O Globo.

    “Viramos a agenda. Agora o momento é outro […] Neste momento, o presidente precisa resgatar sua biografia. A eleição é só em outubro. Ainda está muito longe”, afirmou Elsinho Mouco, acrescentando que “Temer jogou todas as fichas na intervenção”.

    Plenário da Câmara dos Deputados durante sessão para votação da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro
    Wilson Dias/Agência Brasil / https://fotospublicas.com/camara-dos-deputados-durante-sessao-para-votacao-da-intervencao-federal-na-seguranca-publica-do-rio-de-janeiro/
    Segundo o publicitário, com a intervenção militar no Rio de Janeiro, o governo acredita ter roubado um dos principais trunfos de Jair Bolsonaro, forte candidato nas eleições presidenciais que tem no discurso militarista uma de suas principais bandeiras. “Hoje a maior preocupação do brasileiro é com a segurança pública”, disse Elsinho. 

    Em pesquisa divulgada em 31 de janeiro, o Datafolha mostrou que o governo Temer tem aprovação de apenas 6% da população e reprovação de 70%. 

    Na semana passada, o presidente Michel Temer assinou o decreto determinando a intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro até o dia 31 de dezembro de 2018. O general Braga Netto será o responsável por comandar em nome das Forças Armadas a atividade de segurança. Essa foi a primeira vez que esse dispositivo foi acionado desde a Constituição Federal de 1988. 


    Tema:
    Intervenção federal no Rio de Janeiro (45)

    Mais:

    Senado aprova intervenção federal de Temer na segurança do Rio de Janeiro
    Senador se arrepende por impeachment e chama governo Temer de 'quadrilha' (VÍDEO)
    Temer deve se candidatar à presidência, segundo cúpula do DEM
    'A desordem é a pior das guerras', diz Temer sobre o Rio de Janeiro (VÍDEO)
    Tags:
    candidatura, eleições 2018, segurança, operação, intervenção militar, Jair Bolsonaro, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar