04:03 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Águia da Portela, escola campeã do Carnaval de 2017 no Rio de Janeiro

    Habemus Carnaval: Prefeitura e escolas de samba garantem folia no Rio de Janeiro

    © Sputnik / GABRIEL NASCIMENTO
    Brasil
    URL curta
    511
    Nos siga no

    Em reunião realizada nesta quarta-feira, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba (LIESA), Jorge Castanheira, concordaram sobre a necessidade de chegar a um acordo para garantir os tradicionais desfiles na Sapucaí em 2018.

    Nesse encontro, os dois discutiram o impasse entre a Prefeitura e a LIESA no que diz respeito ao corte no repasse de verbas públicas para a folia. Inicialmente, a intenção de Crivella era a de reduzir pela metade esse valor, de R$ 26 milhões para R$ 13 milhões. 

    "De antemão, o que estou anunciando é que existe uma vontade tanto da Prefeitura quanto das escolas, quanto da Liga, para chegar a um entendimento correto junto ao prefeito, para chegar a um projeto de verba para não comprometer o brilho e a qualidade do espetáculo do Carnaval de 2018", declarou Castanheira após o encontro. 

    Seguindo a mesma linha, Crivella confirmou que a festa está garantida. No entanto, disse que não vai comprometer os recursos públicos, sugerindo que o problema pode ser contornado com a ajuda do setor privado. 

    Na próxima segunda-feira, 3, o prefeito e os representantes das 13 escolas de samba do grupo especial devem realizar uma nova reunião para retomar as conversas sobre as finanças do Carnaval do ano que vem.

    Mais:

    Russa domina Sambódromo e promete voltar (FOTOS)
    Youtuber dos EUA conta em vídeo que foi baleada no Carnaval do Rio
    Portela é a campeã do Carnaval 2017 no Rio
    Abertos os envelopes, faturamento do carnaval é rebaixado
    No aniversário de 452 anos do Rio, Prefeito pede respeito por não ir a Carnaval
    Tags:
    Carnaval, Liesa, Jorge Castanheira, Marcelo Crivella, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar