07:13 20 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), perde direito à linha sucessória da presidência da República

    Renan fica na presidência do Senado mas perde direito à presidência da República

    Jane de Araújo/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    3229

    A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela permanência de Renan Calheiros na presidência do Senado. No entanto, o senador não poderá ocupar o cargo de presidente da República em uma eventual ausência de Michel Temer e de seu primeiro substituto, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

    Ao todo, foram seis votos contra o afastamento de Renan, e três a favor no julgamento da cautelar que afastou Calheiros da presidência do Senado, do ministro Marco Aurélio Mello.

    Na última semana, Renan Calheiros se tornou réu no STF por peculato, por supostamente usar recursos de um lobista para pagar as despesas de uma filha que teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso, há nove anos. No início desta semana, o ministro Marco Aurélio decidiu afastar o parlamentar da presidência do Senado por entender que, na condição de réu, ele não poderia estar na linha sucessória da presidência da República.

    Mais:

    STF x Renan: Crise institucional que merece atenção sobre os rumos do regime democrático
    Renan Calheiros vira réu por desvio de dinheiro público
    Tags:
    Senado Federal, STF, Rodrigo Maia, Michel Temer, Mônica Veloso, Marco Aurélio Mello, Renan Calheiros, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik