11:52 19 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, emitiu despacho cobrando da Câmara explicações sobre a não instalação da comissão de impeachment de Temer

    Ministro do STF cobra instalação de comissão do impeachment de Temer

    Marcelo Camargo/ Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    9121

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello se queixou da demora na Câmara dos Deputados em instalar uma comissão especial para analisar o pedido de impeachment do presidente Michel Temer, conforme liminar concedida pelo magistrado em abril passado.

    A decisão provisória de Marco Aurélio, atendendo a uma solicitação do advogado Mariel Márley Marra, autor do pedido de impedimento, foi tomada após o então presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se negar a abrir o processo contra o presidente, por considerar que não havia indício de irregularidades cometidas por Michel Temer. Apesar da liminar, a comissão nunca foi instaurada.

    Em novembro, Marra pediu ao STF para esclarecer a demora da Câmara em acatar a ordem do ministro, que determinou então, na última terça-feira, que a Casa deveria justificar o não cumprimento da liminar.

    "1. O impetrante, na petição/STF nº 68.047/2016, sustenta o não cumprimento da medida liminar implementada. 2. Diga o impetrado, inclusive sobre a alegada inobservância do artigo 33, § 1º, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados", diz o despacho de Marco Aurélio.

    Mais:

    Gilmar Mendes pede 'inimputabilidade ou impeachment' a Marco Aurélio Mello
    Pedido de impeachment de Temer é protocolado na Câmara
    Tags:
    impeachment, Câmara dos Deputados, STF, Michel Temer, Eduardo Cunha, Mariel Márley Marra, Marco Aurélio Mello, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik