07:56 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3152
    Nos siga no

    Os EUA defendem desde os anos 1970 uma política de Uma Só China sem reconhecer oficialmente Taiwan, mas ao mesmo tempo mantêm laços com o território através da chamada ambiguidade estratégica.

    O consulado chinês em Nova York, EUA, condenou fortemente a NBC, a única emissora olímpica nos EUA, por mostrar um mapa da China que não apresenta Taiwan ou o mar do Sul da China, durante a cobertura da cerimônia de abertura.

    A primeira transgressão de "sentimentos feridos" dos Jogos Olímpicos de Tóquio aconteceu a meio da cerimônia de abertura, com a NBC usando um "mapa incompleto" da China.

    O consulado declarou em sua comunicação na rede social Weibo que o "mapa incompleto" tinha "ferido a dignidade e as emoções do povo chinês".

    "Instamos a NBC a reconhecer a gravidade deste problema e a tomar medidas para corrigir o erro", disse o consulado, citado no sábado (24) pela agência britânica Reuters.

    Durante a saída dos atletas chineses na cerimônia de abertura, a comentarista Savannah Guthrie referiu que os países ocidentais e alguns observadores internacionais estão pressionando a China por supostas violações dos direitos humanos em Hong Kong e Xinjiang. Pequim rejeita fortemente estas acusações e censurou os países ocidentais sobre o que vê como tentativas de se intrometerem nos assuntos internos do país.

    Status de Taiwan

    Pequim considera Taiwan, uma ilha autogerida, e a maior parte do mar do Sul da China partes inalienáveis de seu território.

    Os EUA não rejeitaram nem aceitaram as reivindicações da China em relação a Taiwan, apenas assinando nos anos 1970 um pacto de entendimento com Pequim proclamando uma política de Uma Só China.

    Washington não tem relações diplomáticas oficiais com a ilha, mas ainda lhe fornece diretamente ajuda, equipamento e até mesmo armamento, ignorando as objeções de Pequim, em uma abordagem apelidada de ambiguidade estratégica. Devido à política de Uma Só China e às exigências de Beijing, os atletas de Taiwan estão competindo nos jogos deste ano sob uma bandeira neutra e como a equipe de Taipé Chinês.

    Na quinta-feira (22) os organizadores dos Jogos Olímpicos de 2020 lançaram um mapa interativo on-line dos participantes deste ano, traçando uma linha de fronteira entre a Ucrânia e a Crimeia, levando a críticas de Kiev. O país não reconhece o território como parte da Rússia, apesar de um referendo realizado na Crimeia em 2014 que aprovou por 97% sua integração na Federação da Rússia.

    Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio acabaram pedindo desculpas e alteraram o mapa, removendo a linha de fronteira entre a Ucrânia e a península.

    Mais:

    'Sinistro, perigoso e irresponsável': China critica severamente Japão por chamar Taiwan de 'país'
    China condena 'confiança' de Taiwan nos EUA para conseguir independência
    Vacina para Taiwan: BioNTech pediu para eliminar palavra 'país' de contrato antes de cancelamento
    Tags:
    China, NBC News, NBC, EUA, Taiwan, Nova York, Twitter, Jogos Olímpicos, Uma Só China, Olimpíadas de Tóquio 2020
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar