00:19 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1515
    Nos siga no

    Especialista em segurança cibernética afirma que as capacidades militares taiwanesas complementariam as operações dos fuzileiros navais dos EUA em hipotético conflito com a China.

    Taiwan pode desempenhar um papel significativo na preservação da mobilidade operacional do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (USMC, na sigla em inglês) em caso de conflito com a China, garante o Instituto de Defesa Nacional e Pesquisa de Segurança (INDSR, na sigla em inglês), com sede em Taipé.

    Hsieh Pei-hsueh, pesquisador de segurança cibernética do think tank, aponta que, em resposta à crescente presença da China na região Indo-Pacífico, altos oficiais do USMC acreditam que a força deve desenvolver sua capacidade de realizar ataques de precisão de longo alcance e operações de base expedicionárias avançadas, relata nesta segunda-feira (17) o jornal Taiwan News.

    O especialista acrescenta que os fuzileiros navais podem usar aeronaves MV-22 Osprey, navios de assalto e veículos aéreos não tripulados para realizar ataques rápidos contra as ilhas. As conclusões fazem parte de um relatório da INDSR que analisa a presença dos fuzileiros navais dos EUA no estreito de Taiwan e o papel de Taipé no caso de um conflito regional. A China considera a ilha uma de suas províncias e não um país independente.

    Richard Armitage, ex-subsecretário de Estado dos EUA, fala em reunião com Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan, no escritório presidencial em Taipé, Taiwan, 15 de abril de 2021
    © REUTERS / Ann Wang
    Richard Armitage, ex-subsecretário de Estado dos EUA, fala em reunião com Tsai Ing-wen, presidente de Taiwan, no escritório presidencial em Taipé, Taiwan, 15 de abril de 2021

    EUA querem fortalecer presença na região

    Hsieh afirma que os EUA esperam transformar suas bases avançadas em uma rede mais abrangente com o uso de navios de assalto anfíbios, lanchas rápidas e até plataformas flutuantes para fortalecer suas forças terrestres e aéreas. Dessa forma, ressalta o especialista, Taiwan pode servir como um importante centro de operações para este sistema.

    O USMC poderia usar a ilha principal de Taiwan e suas ilhas periféricas, assim como pelo menos seis portos em Yilan, Hualien, Ilha Verde, Ilha das Orquídeas, Xiaoliuqiu e Ilhas Dongsha, afirma Hsieh. Esses portos seriam capazes de abrigar um regimento norte-americano de combate litoral e lançadores de mísseis móveis.

    Navio de transporte anfíbio Yushan da Marinha de Taiwan, de construção nacional, durante sua cerimônia de lançamento em Kaosiung, Taiwan, 13 de abril de 2021
    © AP Photo / Chiang Ying-ying
    Navio de transporte anfíbio Yushan da Marinha de Taiwan, de construção nacional, durante sua cerimônia de lançamento em Kaosiung, Taiwan, 13 de abril de 2021

    O analista explica que o novo navio de transporte anfíbio Yushan, da Marinha de Taiwan, pode fortalecer a capacidade do país de transportar tropas e apoiar operações anfíbias. No estágio inicial de um hipotético conflito com a China, quando as forças de Pequim ainda não entraram nas águas do leste de Taiwan, uma frota de combate anfíbia liderada pelo Yushan pode primeiro ser ancorada no porto de Yilan ou uma força da Marinha norte-americana pode ser estacionada na área de prontidão, comenta Hsieh.

    O pesquisador do INDSR conclui dizendo que o USMC poderia usar um míssil de cruzeiro BGM-109G para complementar os mísseis Hsiung Feng-2E de Taiwan para suprimir as fortalezas defensivas da China e destruir suas capacidades de ataque de mísseis e de aviões de aterrissagem e decolagem vertical.

    Mais:

    Tropas japonesas não se envolverão se China invadir Taiwan, garante Yoshihide Suga
    Taiwan recebe novo navio da Guarda Costeira para enfrentar crescente ameaça da China (FOTOS)
    China se opõe a convite sem precedentes dos EUA para reunião com diplomata taiwanês na França
    'Destruição desenfreada de normas': China critica comunicado do G7 contra Pequim e a favor de Taiwan
    Tags:
    Taiwan News, Indo-Pacífico, China, EUA, Estreito de Taiwan, Taiwan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar