23:18 10 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2612
    Nos siga no

    A edição deste ano do Livro Azul Diplomático do Japão afirma que a expansão das capacidades militares da China e suas crescentes ações unilaterais para alterar o status quo em águas asiáticas apresentam "fortes preocupações" na região e na comunidade internacional.

    O Diplomatic Bluebook of Japan (Livro Azul Diplomático do Japão, na tradução) é um relatório anual sobre política externa e diplomacia internacional do país publicado pelo Ministério das Relações Exteriores, avança Japan Times. 

    O relatório do ano passado descreveu as atividades militares chinesas como "preocupações comuns" destacando a visita do presidente chinês, Xi Jinping, ao Japão para a cúpula do G20 em Osaka, e notando um certo degelo nas relações entre Tóquio e Pequim.

    O relatório de 2021 manifesta "fortes preocupações" relativas à assertividade da China nas águas em torno das ilhas Senkaku ou ilhas Diaoyu (nome usado pelos chineses) no mar do Sul da China.

    O Japão passou a integrar o Diálogo de Segurança Quadrilateral (Quad, na sigla em inglês) que conta com a participação dos EUA, Japão, Austrália e Índia e que visa, entre outras coisas, combater a expansão chinesa no Indo-Pacífico.

    Navio da Guarda Costeira da China navega perto das disputadas ilhas Senkaku/Diaoyu no mar da China Oriental, 6 de agosto de 2016
    © AP Photo / 11ª Sede Regional da Guarda Costeira do Japão
    Navio da guarda costeira da China navegando em águas disputadas com Japão
    A China, por sua vez, acusa o Quad de ser o começo de uma versão asiática da OTAN que busca minar sua ascensão.

    O relatório critica a nova lei da Guarda Costeira da China que entrou em vigor no início do ano, a qual autoriza o uso da força pela mesma contra embarcações estrangeiras em águas contestadas.

    Além disso, o Livro Azul Diplomático diz que a aliança entre o Japão e os EUA continua servindo como a pedra angular das políticas diplomáticas e de segurança do Japão.

    Anteriormente, o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, em conversa com o ministro da Defesa japonês, Nobuo Kishi, confirmou que os EUA estão prontos para defenderem as ilhas Senkaku, que são contestadas pela China, segundo declaração do Pentágono.

    Mais:

    Japão protesta contra 'incursão' da China perto de ilhas disputadas entre os países
    Mar do Sul da China: embarcações chinesas recebem aviso ao se aproximarem de barco pesqueiro japonês
    Relação entre China e Japão fica estremecida por situação envolvendo território das ilhas Senkaku
    Tags:
    EUA, China, Ilhas Senkaku, territórios disputados, Japão, tensão militar
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar