00:01 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)
    131
    Nos siga no

    As vacinas Covishield e Covaxin, da Índia, são eficazes contra as variantes brasileira e do Reino Unido da COVID-19, disse um representante do governo indiano nesta terça-feira (30).

    "Ambas vacinas - Covishield e Covaxin - são eficazes contra as variantes do Reino Unido e do Brasil. O trabalho contra a variante da África do Sul está em andamento em vários laboratórios", disse o diretor-geral do Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR, na sigla em inglês), Balram Bhargava.

    O especialista também afirmou que, dentre as 11.064 amostras de genoma sequenciadas no país, a variante britânica do vírus foi detectada em 807, a variante sul-africana em 47, e a variante brasileira foi encontrada em apenas um.

    De acordo com informações do Times of India, Bhargava disse ainda que as mudanças no genoma da COVID-19 são "um fenômeno natural e inevitável". Ele alertou que apesar dos perigos do coronavírus, mutações são esperadas, "isso não é motivo para pânico".

    "No entanto, quando um vírus muda, ele passa por mudanças significativas e há uma necessidade de testar se minhas vacinas existentes funcionam contra o vírus", explicou ele.

    Curiosamente, no mesmo dia (30) em que um representante governo da Índia anunciou que Covaxin é eficaz contra a variante brasileira do coronavírus, a Anvisa negou a solicitação de Certificação de Boas Práticas de Fabricação de Medicamentos da Bharat Biotech, responsável pela fabricação do imunizante.

    Este processo é um pré-requisito para que os fabricantes obtenham a autorização para o uso emergencial do imunizante ou registro definitivo, dificultando a importação brasileira da vacina Covaxin contra COVID-19.

    No último dia 24, o Ministério da Saúde havia solicitado à Anvisa a importação de 20 milhões de doses da vacina indiana.

    Um homem recebe uma vacina contra a COVID-19 da Bharat Biotech chamada Covaxin, em um centro de vacinação na Índia, 13 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Adnan Abidi
    Um homem recebe vacina contra a COVID-19 da Bharat Biotech chamada Covaxin, em um centro de vacinação na Índia, 13 de fevereiro de 2021

    Tema:
    COVID-19 no final de março de 2021 no Brasil (116)

    Mais:

    'Política da Índia não se baseia em vingança', diz especialista sobre chegada da Covaxin ao Brasil
    Anvisa visitará fábricas das vacinas Sputnik V e Covaxin em março
    Governo brasileiro dispensa licitação para compra da Sputnik V e Covaxin
    Tags:
    Índia, vacinação, vacina, Reino Unido, Brasil, pandemia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar