16:46 28 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2918
    Nos siga no

    Apesar de os ministros da Defesa e das Relações Exteriores terem afirmado que Nova Deli não "cedeu" nenhum território a Pequim durante os confrontos em Ladakh, tal afirmação foi contestada pelo almirante Philip Davidson, responsável pelo Comando dos EUA no Indo-Pacífico.

    Perante tal situação, um legislador do partido governante da Índia, o Partido do Povo Indiano, acusou os ministros em causa de ter mentido sobre a situação.

    Durante audiências do Comitê do Senado dos EUA ontem (9), um oficial superior dos EUA declarou que a China não se retirou do território ocupado na Linha de Controle Real (LAC, na sigla em inglês), contrariando o que os nossos ministros disseram no Parlamento. Depois de obter uma cópia, se validamente relatada no jornal Hindustan Times de hoje, trata-se de aviso de violação de privilégio

    Davidson teria dito que "as ambições territoriais expansionistas da República Popular da China estão bem à vista na fronteira ocidental, onde o Exército de Libertação Popular (ELP) da China tem se mantido em conflito com as forças indianas ao longo da LAC desde maio de 2020".
    Foto mostra processo de retirada do Exército da Índia e Exército de Libertação Popular da China da área em disputa, região de Ladakh, 16 de fevereiro de 2021
    © REUTERS / Exército da Índia
    Foto mostra processo de retirada do Exército da Índia e Exército de Libertação Popular da China da área em disputa, região de Ladakh, 16 de fevereiro de 2021

    O almirante acrescentou então que "o ELP ainda não se retirou de suas posições que obteve após o primeiro confronto e o consequente escalar de tensões entre os Exércitos da China e da Índia, resultando em fatalidades de ambos os lados".

    No mês passado, as duas nações asiáticas concordaram em retirar mutuamente seus soldados da área de Pangong Tso, outro ponto disputado no leste de Ladakh. Até agora, houve cerca de dez rodadas de conversações militares entre os dois lados, bem como outras várias negociações diplomáticas que visam encontrar solução para o conflito.

    Mais:

    Alemanha quer compartilhar política de sanções com os EUA contra Rússia e China, diz ministro alemão
    Xi Jinping: Exército chinês deve estar pronto ante situação de segurança instável com outras nações
    Hackers chineses teriam causado apagão em Mumbai como alerta sobre Ladakh, afirma empresa dos EUA
    Tags:
    Índia, China, Ladakh, conflito armado, tensão geopolítica, fronteira
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar